O lado cômico da maternidade

18 meses nicolando e mais da Tasmânia

4 Comentários

1 ano e meio de vida, 16 dentes na boca, uma cabelada que não acaba mais (e que tá precisando cortar), e uma tagarelice sem fim.

Esse negócio de passar tanto tempo viajando vai dar problema no futuro… Nic agora acha que toda hora é hora de passear. A gente mal levanta de manhã e ele já tá lá na porta chamando “Mami! Pissiá! Papi! Pissiá”. E não se acalma até a gente sair…

Mas o resultado mais impressionante de estar viajando e vendo tanta coisa nova todo dia é que o Nicolas não pára de falar e tem aprendido umas 4-5 palavras por dia!!! Ele deu um salto gigantesco durante essa viagem e até tô animando de catalogar o vocabulário dele aqui (vamos ver até quando vou conseguir registrar…).

Só pra ter uma idéia, ele já fala perfeitamente palavras como sapato, montanha, carro, quente, sabão, suco, banho, calça e chapéu, entre muitas outras. E também já formula frases curtinhas como “Mais suco” ou “Mais pão” e hoje me perguntou várias vezes seguidas: “Cadê papai?, cadê papai?” quando estávamos na praia enquanto o Rafa cortava o cabelo. Lindo.

Outra coisa interessante é que ele fica repetindo alguns verbos em outros tempos, tipo passado e futuro, como ‘passear’ ele às vezes diz: pissiá, pissiô, pissiê. Isso porque eu levo esses diálogos com ele nos quais eu mesma pergunto e respondo: “Vamos passear? Vamos sim, mamãe. E então Nic, você passeou? Passeei, mamãe!” E assim, ele já tá aprendendo… O mesmo ele faz pro verbo achar (achá, achô, achê).

Agora tá é numa mania de pedir licença pra tudo. Se a porta tá fechada ou tem algum obstáculo na frente dele: icença! (pois o L ele ainda não fala).

Além disso, morro de rir das associações que ele faz:

quando ele vê sua escova de dente por exemplo, diz: mata, mata! Pois a única forma de eu conseguir escovar os dentinhos dele é dizendo “mata o bichinho! Mata, mata!”. Daí ele ri à beça deitado na cama e eu alcanço todos os dentinhos lá do fundão. Uma beleza.

ou então, outro dia que ele não parava de repetir “carro, carro” e apontava pro teto. Eu falava que lá não tinha carro, mas ele insistia. Até que eu fui ver direito, e percebi que as lâmpadas eram exatamente como dois faróis de carro… :-)

* * *

E fora toda essa tagarelice, Nic agora quando está de olhos fechados, não significa que esteja dormindo, pois agora ele fecha os olhos pra tentar dormir… E também inventou uma tal de voz de monstrinho, que vira e mexe tá fazendo. É uma voz cavernosa, que vem lá da garganta e às vezes me lembra o Gollum… não sei de onde ele tirou isso, mas quando faz em público as pessoas olham pra ele realmente assustadas. Cada uma… :-)

* * *

Então abaixo, com muito atraso, coloco algumas (ou muitas!) fotos do restante da Tasmania. Ao todo foram 1.100km ao redor de toda a ilha, pela qual ficamos encantados.

Port Arthur – A mais linda das prisões antigas que visitamos na Australia. É, porque prisão aqui é ponto super turístico, já que os primeiros habitantes europeus da Australia foram presos convictos vindos do Reino Unido nos secs 18 e 19. Esta em particular estava toda em ruínas e foi construida num lugar espetacular… Nada mal pra um criminoso!

Freycinet Peninsula – natureza, natureza, natureza e muitas caminhadinhas… Muito bom!

Launceston – depois de muita estrada, finalmente chegamos numa cidade grande outra vez. A gente não tinha feito reservas pra nenhum hotel, como na maior parte da viagem. Até então, não tinhamos tido problemas com vagas, mas desta vez, foi super dificil e por um momento achamos que teríamos que dormir no carro!!! E pra complicar, ainda estava chovendo. Só que de repente, depois de cansados e mortos de fome, encontramos vaga nessa pousadinha lindamente decorada… um sonho! E ainda tinha cozinha, pra gente finalmente comer nossa propria comidinha caseira… Adoramos!

Cradle Mountain – Supostamente, um lugar maravilhoso. Pena que vimos tão pouco, pois a chuva e a neblina dominaram os nossos dias nessas bandas… Foi hora de aproveitar pra botar os pés pra cima e descansar bastante! Hora de tirar férias das férias…

Hobart – na volta ao ponto de partida, ainda passamos por Strahan e Queenstown, mas o tempo ainda estava chuvoso. Chegando em Hobart não fizemos mais nada, a não ser descansar pro proximo dia, quando pegaríamos o voo pra Sydney. Mas o céu no momento que chegamos valeu um registro…

About these ads

4 thoughts on “18 meses nicolando e mais da Tasmânia

  1. Existe um jeito mais gostoso de festejar 1 ano e meio de vida do que viajando? Com certeza quando essa aventura terminar o Nic estará “mal acostumado”, mas quem não estaria? Parabéns lindão por mais esse mêsversário.
    As fotos estão lindas!

    Bjinhos

    Luna e Felipe

  2. O Nic acha que toda hora é hora de passear? E não é que ele tá certo?rsrsrs…Tem coisa mais gostosa?
    Além de desfrutar da companhia da mamãe e do papai ele ainda aprende um monte de coisas novas, além é claro de conhecer muitos lugares lindos como estes que você mostra nas fotos…

    Que pousadinha show hein? Parece cenário de filme…
    bjocas

  3. Amei, Lu, a viagem de vocês e as fotos, demais! O Nic tá muito lindinho. Continuo acompanhando, viu? Hj estou triste pq a Tchuca vai embora amanhã… Beijos procê, Rafael e Nicolas.

  4. Pingback: Watch out, família viajando! (atualizado) « Nicolando por aí

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 530 outros seguidores