O lado cômico da maternidade

Cruzeiro com criança

35 Comentários

E aos poucos iam chegando os tripulantes do cruzeiro. Duas cenas chamavam a atenção dos transeuntes que ali passavam.

De um lado, uma senhora esbelta em um modelito primaveril e esvoaçante da Versace, sandálias Manolo, acessórios e suave fragância da Chanel, óculos de sol da Saint Laurent e cabelos meticulosamente presos em coque, descendo com elegância mas com marcada expressão de tédio, de sua lustrosa Limusine, enquanto seu chauffeur hábil e cortezmente descarregava suas cinco malas da Louis Vuiton.

Do outro, um casal usando a última coleção primavera-verão da Malhas e Cia, sapatos da Pé-Konforto, chapéus com I love Hawaii em degradê, óculos de sol da Sun Lorran e vários colares de flores (de plástico) no pescoço, descendo com ansiedade de um táxi com pinturas de hibiscos, carregando uma criança inquieta de 18 meses, um bebê conforto, uma bolsa grande com brinquedos, uma mochila com o laptop, três malas desbotadas da Só Malas com fitinhas coloridas amarradas (pra não serem confundidas!), sacolas com suplimentos infantis recentemente comprados no WalMart, um carrinho de bebê difícil de abrir e uma câmera fotográfica, rindo que nem bobos e se cutucando com os cotovelos, vislumbrados com aquele navio enorme e luxuoso que os aguardavam à frente.

::

Pois foi mais ou menos assim que chegamos ao porto. :-)

* * *

Eu já contei aqui sobre nossa decisão de fazer um cruzeiro ao invés do voo de avião do Havaí pra Vancouver. Evitaríamos mais horas de voo, teríamos mais comodidade, espaço, entretenimento e por um preço justo. Certo?

Em parte.

Bom, o preço, à meu ver foi bem razoável. Você paga pouco mais que uma passagem aérea por pessoa (criança paga metade) e tem muito mais regalias e conforto que um voo de primeira classe, além de comida à vontade à qualquer hora do dia.

MAS… não vá pensando que o navio é um paraíso encantado feito sob medida pra pais e sua querida- saltitante-e-alvoroçada cria. No, sir. Muito pelo contrário. Deu pra notar que quem movimenta esse tipo de turismo já têm netos e até bisnetos, e portanto, tudo é feito pensando principalmente NELES – os avozinhos.

Pra sua referência, a gente viajou pela Royal Caribbean, uma companhia americana com altos padrões de qualidade. Com isso quero dizer que se você vai viajar por outra (pelo menos uma viagem longa como essa), já sabe mais ou menos que não dá pra esperar muito melhor que o que eu vou contar.

1. Idade

O mínimo de idade requerido são 6 meses, apesar que a gente não viu nenhum bebê tão novinho lá. O mais novo tinha 15 meses e haviam somente 5 famílias com crianças pequenas, entre um total de mais de 1600 tripulantes.

2. Check-in

Igualzinho ao que a gente faz no avião, com a diferença que todo mundo que te atende é super-ultra simpático. Ah, e também não há limite de bagagem. Acho que o limite é o quanto cabe no seu quarto. Assim, você entrega as malas no check-in e elas são levadas ao seu quarto algumas horas depois. Por isso recomendam separar uma bolsa de mão com pertences pra usar até que elas cheguem.

3. Leve fraldas suficientes

No navio tem as tipicas lojas de duty free com souvenirs, jóias, bebidas, perfumes e roupas pra adultos. Ítens de emergência como pasta dental, escova e barbeador ficam numa mini-prateleira numa das lojas.

Assim, que atenção: no navio NÃO se encontra fralda, nem fórmula, creminho pra assadura ou qualquer roupa de criança. Nada disso, hein? Então, tem que levar o suficiente pra viagem toda.

E foi o que a gente fez. Por isso tivemos que estragar nossa entrada cheia de glamour (rs) com aquelas sacolas do WalMart cheias de fraldas pros 10 dias de viagem mais 3 (porque sempre nos preparamos pro pior!).

4. Comida

É espetacular. Tem de tudo o que você imagina e mais. Neste navio que viajamos havia um restaurante fino (e que precisava de reserva) com as três refeições a la carte, e um outro, mais adequado pra quem usa Sun Lorran e tem filho, que ficava aberto o dia todo servindo café-da-manhã, lanche da manhã, almoço, lanche da tarde e janta, tudo buffet.

Todo dia tinha umas trinta variedades de pratos novos e podíamos encontrar sopas, carnes, peixes, arroz, massas, vegetais, saladas, pães, frutas, queijos e sobremesas. Tinha opções pra vegetarianos e quem não come glúten também. Pra quem tem filho que já come uma grande variedade de comidas não encontra problema, só tem que ter cuidado e provar antes, pois alguns pratos são apimentados.

Já pra bebês que só comem papinha, acho que dá pra se virar com as sopas ou improvisar e amassar alguns vegetais. Eu não tenho certeza, mas também deve ser possível pedir comida especial pra eles.

As únicas coisas que não gostei foram os sucos que pareciam feitos com pozinho Ki-suco e o iogurte com gosto de total-industrializado (muito doce, cor e sabor artificiais demais). E o Nic que não vive sem iogurte (Mais gute, mami!) teve que comer esse mesmo.

5. Área de lazer

Bom, chegamos ao momento “Oh, my god!” do post. O meu grande choque, e possivelmente o seu também, querida mamãe que agora lê estas palavras e sonha em levar seu filho pequeno a um cruzeiro, foi saber que o Nicolas não poderia entrar em NENHUMA piscina, fosse ela de adulto ou criança, nem jacuzzi, mesmo que (obviamente) acompanhado pelos pais, durante todos os dias do cruzeiro.

Rá!

Esperava por essa? Nem eu.

Pois só fui descobrir quando eu e Nic já estávamos nos deliciando numa banheira de água quente ao ar livre, esperando o papai que tinha ido buscar as toalhas pra gente. Foi aí que de repente, sinto um tapinha no ombro, seguido por um “Excuse-me madame.” Já viu, né? Tapinha no ombro nunca é bom.

No que eu me viro, o homem me explica, que de acordo com as leis americanas, crianças que não estejam treinadas a usar o banheiro sozinhas, não podem entrar nas piscinas, mesmo usando aquelas fraldas próprias pra natação (Sabe, mamãe? Aquelas com o desenho do Nemo com a qual você sempre levou seu filho pra nadar e nunca teve problema? Pois é, pode não.)

Sem acreditar, ainda tentei barganhar  “Moço, moço, pelamordedeus, ele como toda criança AMA uma piscina. Como vocês podem privar uma criança de entrar na piscina num lugar que SÓ TEM piscina e por tantos dias? Que tipo de férias ele e nós vamos ter?” Mas ele continuou irredutível, repetindo que são as regras e bla-bla-bla.

Fiquei realmente chocada, revoltada, estarrecida e triste com essa notícia. E o mais bizarro é que no navio havia uma americana com uma menininha na mesma situação e disse que nos EUA sempre frequentou piscinas sem problema com a filha. Não dava pra entender.

Assim, não tinha outra coisa a fazer senão pesquisar outras opções de lazer pro Nicolas e levei outro choque. A única sala destinada à crianças só aceitava maiores de 3 anos!

Então percorremos o navio todo sem acreditar. Havia Cassino –  seria ótimo pro Nic apertar todos os botões que quisesse, mas, claro, proibido pra menores. Solarium –  piscinas cobertas, sauna e academia, restrito a adultos. Teatro – somente shows noturnos. Biblioteca – com um Shhhhh de todo tamanho na porta. Sala do Silêncio Absoluto – (não acreditei quando vi isso) proibida a entrada de pessoas com cordas vocais, imagino. Salão de dança – adultos somente. Pista de corrida no último andar – adultos. Salão de bingo e quebra-cabeças – adultos.

A gente no cassino em horário de não funcionamento. Mesmo assim fomos expulsos de lá.

Assim entendemos porque haviam tão poucas crianças no navio… Em todos os cantos, não havia um só espaço, nem sequer uma salinha pequena, um escorregador ou balanço, ou então uma piscininha mesmo que minúscula só pros babies. Uma vergonha!!!

E ao reclamar, viemos a saber que um encontro vapt-vupt de 45 minutos ocorria toda manhã num espaço improvisado e temporário pros excluidos brincarem com brinquedos da Fisher-Price. Fomos uma vez, nem foi tão divertido, e depois o fuso horário foi mudando e não conseguimos mais acompanhar.

Daí Nic passou os 10 dias brincando com uns brinquedos que eles emprestaram (pelo menos isso!), subindo e descendo escadas, entrando e saindo de elevadores e correndo ao redor das piscinas.

E a gente atrás…

Bom, quanto às piscinas, no final das contas, choveu e fez frio a maior parte dos dias, então o fato dele não poder usa-las acabou não fazendo tanta diferença. Que coisa hein?

6. Fuso horário

Como nessa viagem cruzamos diferentes fusos, o horário foi ajustado 1 hora a cada 2 dias. A mudança ocorria ao meio-dia, quanto tínhamos que adiantar os relógios. Alguns dias era difícil acompanhar a diferença, mas no final chegamos em Vancouver sem nenhum jet lag.

7. Acomodações

O navio tem vários decks (andares) e quanto mais alto, mais caro o quarto e maior a janela com vista pro mar. E tem vários corredores bem compridos, que toda vez que eu passava por eles me lembrava do Titanic.

Bom, se você é do tipo que usa Saint Laurent, com certeza vai ter um quarto bem mais espaçoso, com banheira e roupões pra usar (além de outras coisas que nem sei). A gente, ficou em um de tamanho bem razoável. São duas camas de solteiro juntas que formam uma cama de tamanho entre Queen e King (o Nic dormiu com a gente numa boa). Eles também emprestam um berço portátil, mas com o Nic, já viu né?

No mais, tem um guarda-roupa que cabe bastante coisa, um sofazinho, uma televisão pequeninha e que não vira, com programação meio restrita e repetitiva (mas tudo bem), vários armários e gavetas aproveitando todos os espaços existentes e um banheiro pequeno sem banheira.

E graças à dica salvadora da Camila do Murilo, eu, que já esperava que seria complicado dar banho no Nic no navio, comprei uma banheirinha inflável no WalMart por 5,50 dólares! Inclusive, íamos levar essa piscininha lá pra cima, pra mostrar que não precisávamos das piscinas deles não, que a gente tinha a nossa, mas como ventava tanto, ele se divertiu no quarto mesmo.

8. Atendimento médico e náuseas

Há serviços médicos disponíveis no navio, apesar que por um preço nada camarada. Felizmente nenhum de nós precisou usar, mas é sempre bom saber que existe.

Já náuseas, eu tive muita, mas só no primeiro dia que viajamos o dia todo em alto mar. O navio balançou muito e várias vezes tínhamos que caminhar escorando nos corrimões… Parecíamos bêbados andando… Mas daí tomei um remedinho pra enjoos e nos próximos dias não senti mais nada.

9. Acessos e segurança

Todo o navio tem acesso pra cadeira de rodas ou carrinho de bebê, por elevador ou rampas.

Quanto à segurança, no primeiro dia tem um treinamento rápido de como proceder caso necessitemos evacuar o navio. Há coletes salva vidas nos quartos (adultos e crianças) e barcos pra todo mundo.

10. Baleias e golfinhos

Essa é pra minha irmã que ficou toda entusiasmada com idéia de ver esses animais do navio. Patti, ou a gente não cruzou a rota desses seres encantadores, ou estávamos ocupados demais correndo atrás do Nic, porque não vimos nada.

11. Internet

Tem, mas é super-ultra cara. Melhor usar só em caso de real necessidade.

12. Sono

Ótimo! Muito bom ir pra cama vendo a luz da lua refletindo no mar, dormir embalado pelo balanço ritmico do navio e acordar com a luz do sol e vendo aquela água tão azul e infinita…

13. Serviços e gorjeta

Tem serviço de quarto por 24 horas, mas o menu é fixo e limitado (não dá pra pedir a mesma coisa que eles servem nos restaurantes por exemplo).

Gorjeta é um negócio meio pessoal, mas no navio eles recomendam deixar pra dar a gorjeta toda no último dia e fazem um cálculo de 3,50 dólares por dia, por pessoa. Eu achei meio caro, mas o atendimento é realmente de primeira. Os garçons, são SUPER prestativos com quem tem criança e os camareiros têm habilidades especiais com as toalhas, que fez a alegria do Nic que cada dia era surpreendido com um animal diferente.

Em geral são sempre os mesmos pra te atender, mas se variar, dá pra dar a gorjeta pra administração e eles distribuem pra todo mundo igualitariamente.

* * *

E pra terminar, a dica é escolher com cuidado, ler as letras miúdas sobre os serviços e opções de lazer no cruzeiro antes de comprar as passagens. No nosso caso, apesar de tudo, não nos arrependemos pois conseguimos descansar e o Nic aproveitou bem ao seu jeito.

Mas sem dúvida o divertimento é maior se os filhos já forem maiores e puderem participar de grande parte das atividades.

* * *

E se você já teve experiências com outras companhias de cruzeiro, por favor, deixe seu comentário. Estou bem interessada em saber como foi.

About these ads

35 thoughts on “Cruzeiro com criança

  1. Nossa adorei ler sobre mais esta aventura de vcs. Eu nunca fiz um cruzeiro, mas tenho um amigo que fez, um destes curtinhos aqui pelo litoral de SP mesmo, chegando no máximo até Buzios, sabe? E na época o filho dele devia ter mais ou menos a mesma idade do Nic agora. Lembro dele ter comentado que tinha muuuita opção de lazer para crianças, mesmo as pequenas. Mas não sei qusl era a companhia.

    hahaha… antes de vc falar lembrei da dica da banheira inflável. Muito boa mesmo!

    Bjocas

  2. Pingback: Watch out, família viajando! (atualizado) « Nicolando por aí

  3. Lu, adorei as dicas.
    Estamos pensando em fazer um cruzeiro em janeiro, mas pelo litoral nordestino… vou ficar atenta às letrinhas do contrato.

    Bjinhos

  4. Olá pessoal,

    que bom Lu que postou a viagem no navio. Me serviu de sessão nostalgia pra uma que fizemos pra Punta Del Leste, também pudemos dormir embalados pelo ritmo do navio, andar segurando pelos corrimões até nos acostumarmos com o vai-e-vem, as delicadezas dos camareiros das cabines fazendo várias figuras com as toalhas, os comes e bebes variaodos e deliciosos. Mas ao contrário de vcs vimos golfinhos, aproveitamos as piscinas (inclusive a jacuzzi), os teatros, isso porque o Dudu já estava bem grandinho. Não se preocupem, não faltará oportunidade para o Nicolas curtir tudo o que ele não pode aproveitar e nem vcs.
    Um abraço.
    Fabiana

  5. Lu que chato isso em? Eles deveriam permitir piscina sim as criancas, desde que acompanhada por um adulto. E nao ter nenhum espaco para os pequenos e’ demais. Para mim e’ falta de respeito, mas anyway.
    Mas que bom que voces curtiram e a ideia das toalhas, achei muito criativo.
    Confesso para voce que nao sei se aguentaria 10 dias em alto mar, acho que nao.
    Adorei ler seu relato, da para imaginar como sao as coisas pelo cruzeiro, mas so imaginar.
    Abracos
    Gra

  6. Bom dia, encontrei o blog por acaso, estou fazendo pesquisas de alimentação de bebê. Sou mãe do Pedro de oito meses, gostaria de parabenizar o blog, é muito simpático, com certeza vou me lembrar das dicas assim que escolher um cruzeiro para fazer ano que vem. Um grande abraço.

    • Oi Aline! Pedro era um dos primeiros da minha lista de nomes pro nosso filho. Eu amo esse nome… E muito obrigada pelo seu carinho. Abraços pra voces e boa futura viagem!

  7. Que experiencia bacana, apesar de limitada! Eu tb teria ficado bem frutrada se nao pudesse entrar na piscina com meu filho! Puxa vida, ainda mais por 10 dias?? Mas em geral, vida com crianca pequena eh mesmo limitada. A gente se acostuma, se adapta e no momento que menos esperamos eles estao grandes e a gente lamentando que cresceram tao rapido… Eh assim…

    Mas adorei o post, as dicas e a descricao completa de quem viajou num cruzeiro com crianca. Deu pra viajar com vcs! (Ah! A introducao ficou hilaria…).

    Beijos com carinho e obrigada por compartilhar a aventura de vcs!

  8. Oi Luciana, tenho um blog sobre dicas de programas com crianças – pode ser passeios, viagens, teatro, até diversão dentro de casa! – e adorei seu post. Tá super interessante e com dicas preciosas para quem vai fazer esse tipo de viagem com criança pequena. Posso indicar seu post no meu blog? Tem tudo a ver com os assuntos que tratamos por lá!

    Bjs, Eliane

  9. Pingback: Manual de instruções para cruzeiros com pequenos | 1001roteirinhos

  10. Lu, o publiquei o post sobre cruzeiros com crianças. Depois dá um pulo lá pra ver se tá tudo ok. – http://1001roteirinhos.wordpress.com/2010/06/08/manual-de-instrucoes-para-cruzeiros-com-pequenos/
    Bjs!!

  11. Pingback: Manual de instruções para cruzeiros com pequenos « 1001 Roteirinhos

  12. Achei ótima a narração , pretendo viajar com uma criança de 08anos , e gostei de ler as dicas. Mas,creio que vou optar pelo Brasil num primeiro momento.Quando tiver realizado o Cruzeiro vou postar minha experiência . Abraço para todos vocês e adorei a foto do NIC na janela ..

  13. Meu Deus, ficou muito bom esse texto e já imaginando como será nosso cruzeiro com nosso pequeno Romeo (que terá 17 meses na epoca do cruzeiro) será pelo Brasil mesmo e pela MSC e tentarei relatar minha experiencia assim que voltarmos! Obrigado pela dica e tudo de bom pra voces! Um abraço!

    • Oi Thales, muito obrigada! Com certeza vocês vão ter um experiência muito bacana! Acho que as companhias que fazem cruzeiro no Brasil não tem essas limitações de entrar na piscina e se não fosse isso a viagem teria sido perfeita. Com certeza vamos fazer de novo um dia. Então boa viagem e depois passa aqui pra me mostrar onde está seu relato! Vou gostar de ler. Abraços!

  14. NOSSA AMEI ESSAS DICAS POIS VOU FAZER UM PEQNO CRUZEIRO PELO BRASIL MESMO(SANTOS;ANGRA…)E TENHO UMA FILHA MAIS JA É GRANDINHA &ESPERO¨DE 5 ANOS,MAIS ASSIM JA VOU ME PREVININDO PRA ALGUMA COISA!!!!!!

    • Oi Sonicleide, obrigada! Tenho certeza que vc e sua filha vão aproveitar bastante a viagem! Cruzeiro com criança maior é bem mais proveitoso, eu acho. Beijos!

  15. Pingback: Aloha! Estamos no Havai!!! (atualizado) « Nicolando por aí

  16. ola, bom tbm fiz esse royal com meu filho de 15 meses na epoca, ja sabia da questão da piscina, pois estava no manual, assim levei a banheira inflavel. Pelo fato da royal ter comida 24h facilita bastante, e a agua free tbm, mas vou fazer um MSC agora.
    rodolphinho terá 30 meses e to super preocupada com a mamadeira, pois agora ele ja ta no leite comum e o msc naun tem tanta flexibilidade de horario nas refeições.
    será que alguem ja foi nesse navio? como é o esquema da piscina???

    obrigada

    • Oi Larissa! Que bom que vcs tiveram um manual antes da viagem, a gente não teve (nem a preocupação de buscar por um) e fomos pegos totalmente de surpresa. Quanto ao leite do seu filho, porque vc não leva leite em pó? Assim vc só vai precisar estocar água no quarto pra misturar o pó. Se ele tomar o leite assim, essa pode ser a melhor solução.

      Já quanto à piscina, infelizmente não posso te ajudar, nunca fiz viagens com a MSC. Essa é uma companhia americana? Por que se for, certamente vai ter restrições quanto à piscina, já que isso é lei federal do país. Mas se não, com certeza vai ser mais tranquilo.

      Beijos e boa viagem!

  17. Oi, Luciana. Adorei seu artigo!! Muito bacana descrever cada momento, muitas vezes engraçados e outros me fez pensar no sufoco que eu e minha irmã vamos passar. Minha irmã levará uma linda menininha de 14 meses (idade no dia do embarque). Piscina, não?! Ah, não!!! Vamos ficar vendo os outros se divertirem? Hunf…
    E será que terá serviço de babás, caso necessitemos? Ouvir falar que, se tiver, é pago? Hunf… Sem muita opção de lazer tá ruim…
    Gostei de vc frisar sobre os comprimidos para nauseas. Vamos levar! (Vou pedir para ela procurar um pediatra antes)
    Bem, vamos viajar pela CVC – Navio Ocean Dream. Espero que tudo der certo. Mas não recebi contrato com regras. Pergunto para o agente e tem coisa que ele não tem certeza…

    Bjos, e obrigada pelas dicas!

    • Oi Bruna!

      Obrigada!

      Eu acho que se o cruzeiro não é americano, você não precisa se preocupar não, viu? Pelo que tenho lido até hoje, parece que só nos EUA eles têm essa regra, que faz parte de uma lei nacional. Já ouvi falar de pessoas que viajaram por outras companhias NÃO americanas e que não tiveram o menor problema com crianças pequenas na piscina! Espero que vocês tenham essa sorte!

      Já sobre babá, realmente é muito possivel que tenham mesmo, mas sem dúvida têm que ser pagas à parte.

      Boa sorte com tudo e boa viagem!

  18. Olá, gostei muito de todas as suas dicas! Li e reli antes da viagem e agora que cheguei e vou contar da minha experiencia, foi como um filme de tudo que passei(tirando a parte da piscina), quero compartilha minha experiencia com todos pois acresito que tem sempre alguem sem saber o que vai acontecer, né!?!
    Bom, viajamos, mae, irmao, sobrinhas, sobrinhos, esposo e minha peuena, a Isabella, com 17 meses. Nosso navio foi o Gran Holiday, da Ibero Cruzeiros, e foi maravilhoso!Nosso itinerário foi Rio-Salvador-Maceio-Vitoria-Buzios-Rio. neste cruzeiro haviam muitas crianças e familias, talvez por causa da variedade de opções para elas. quando embarcamos no Rio, por causa da ansiedade de embarcar logo e ver como é tudo, chegamos as 10 h da manha, e o porto so abria as 11Hs. que besteira, ficamos umas duas horas na fila, e lá não tem carrinho para levar mala, é cada um por si e Deus por todos, portanto, não façam a mesma coisa, pois o embarque é até 17:00 hs, entao chegue mais tarde, que não haverá mais fila.
    neste navio tem as lojinhas, mas com o basico tambem. leve fraldas, remedios,( nao possui nenhum tipo de medicamento a venda). no caso da Isabella, ela ainda não come comida normal, é mais de sopinhas, eu não sabia se teria, entao levei papinhas da Nestle para todos os dias. Mas se seu filho já comer arroz, feijao, hamburguer, macarrao, batata frita, pode ficar tranquila, e tem até cardapio só para crianças, que inclui o que falei, e tambem alguma sopinha de carne ou frango ( mas é aquela sopinha bem ralinha, so aguinha com carne), mas tudo muito gostoso e bem preparado.
    a area de lazer é bem apropriada para crianças, porem para as maiores de 3 anos, os pais tem mais vantagens no sentido de ter aonde deixar as crianças para ter um lazer mais adulto( previlegio super luxo para quem tem crianças dessa idade em casa). la existe uma area bem equipada, com piscina de bolinha, brinquedos, mesinha para desenhar, sofas, e televisao, alem dos recreadores e as outras crianças, para poder se divertir,e voce coloca a pulseira, alertando que so vc pode buscar a criança. para crianas menores de 3 naos, so acompanhada de um maior de idade, mas fui com a Isabella, e tinha outras maes com os pequenos, elas se divertiram muito. ja o serviço de babá existe, mas é caro, 40 dolares por hora. possui tres horarios, das 10 ao meio dia, depois das 15 as 18 e ainda das 20 as 23 para deixar as crianças. para crianças de 6 a 12 anos, tambem possuem estes horarios, mas com atividades proprias para eles, e vc decide se ele pode ir embora sozinho ou só se vc buscar. para os de 13 anos aos 18 possuem outros animadores e outras atividades. Para os pais não precisa nem falar, academia, spa, piscina, aula de ritmos, palestras, bingos, cassino, etc.
    lá existem 3 piscinas, sendo uma infantil, mas as crianças podem frequentar todas, e as jacuzis tb. tambem tem um parquinho, com escorregador, e outros brinquedos, nao muitos, mas dá pra se divertir. Só achei meio perigoso, pois é bem perto das laterais do navio, no 10º andar, e tem só um portao que todo mundo passa e deixa aberto, entao, pais, não deixem suas crainças sozinhas por la, pois vcs sabem né, com criança não dá pra vacilar.
    as acomodações foram otimas, bem do jeito que a Luciana nos contou, e não deixem de levar a banheira inflavel abençoada, ela ela minha salvadora quando a Isabella estava com calor, e eu não queria ter que leva-la la em cima pra brincar.
    Todos os funcionarios foram gentis, principalmente o reponsavel pela arrumação de nossa cabine, todo dia era um bichinho de toalha diferente!
    Apesar de ser tudo em dolar la dentro, valeu a pena conhecer um cassino, por exemplo e sempre tem umas promoções qua valem a pena.
    as excursoes para descer nas cidades que paramos tambem sao caras, fomos em duas, não me arrependi, foi otimo….
    as bebidas no cafe da manha almoço e jantar estao inclusas, so na hora dos lanches e a noite, nas festas ou bares que vc tem que comprar, é tudo caro, dependendo ate vale a pena adquirir um pacote de consumo de bebidas, custava 20 dolares, por pessoa, por dia e so pode adquirir nas primeiras 24 horas do embarque.
    bom espero que tenha ajudado! Gostei muito de compartilhas essa maravilhosa experiencia! abraços, Vanessa

    • Uau, Vanessa! Amei seu relato, muito obrigada! Realmente dá pra ver que vcs se divertiram muito! Adorei que vc tenha contado tantos detalhes pra quem se interessar numa babá, as atividades e os riscos da piscina. No navio que viajamos as piscinas não eram perto das bordas, então vale a pena alertar, né? Obrigada pela dica das bebidas em festas e bares tambem. Como a gente não aproveitou essa parte, não coloquei a informação.

      Valeu! Um grande beijo pra vc!

      Lu

  19. Pingback: Chegada em Vancouver e mais do Havaí « Nicolando por aí

  20. oiii, adoro seu blog, estou para fazer um cruzeiro pelo msc fantasia de Lisboa a Santos com meu marido e meu filho de 6 meses. Que pena saber que nao vamos poder frequentar a piscina com nosso pequeno, ate tinha comprado babykinis p ele, hehehe… mas sei que vamos adorar de qualquer forma… bjs

    • Oi Suzana!

      Olha, se a companhia não é americana, há boas chances de vocês conseguirem aproveitar as piscinas com o bebê. Até onde eu sei, essa regra só existe nos EUA e seus cruzeiros. Procurei rapidamente lá na página da msc mas não achei a informação, se eu fosse vc se informava direitinho antes da viagem, só pra se preparar melhor.

      Beijos!

  21. Pingback: Matéria na Revista PEOPLE – Edição Especial «

  22. Oi Luciana !! Adorei sua experiência no navio, pena que “te descobri” tarde demais…
    Já fiz um cruzeiro pra Royal Caribbean e foi nota mil, achei que o meu pequeno de 1 ano e 3 meses fosse amar, mas estou me deparando com uma série de surpresas que a minha cabeçudisse poderia ter previsto com uma simples pesquisa no dr. google antes de fechar o pacote. Agora não dá pra cancelar e nem adiar para o dia que ele fizer 18 anos pra aproveitar de verdade…
    Na volta eu te conto.. Mas amei ler a sua história, mesmo que tarde…rsrs
    bjs

    • Que pena, Juliana…

      Mas pelo menos agora vc vai preparada. Leva uma piscininha de plástico pra ele, quem sabe ele (e vocês) não aproveitam mais. Eu levei um baque tremendo, pois jamais, em tempo algum de toda minha existência, achei que existisse um lugar confinado cheio de piscinas onde crianças pequenas não pudessem entrar. Vivendo e aprendendo.

      Hoje, meu mais velho já tem 4, mas agora tenho também uma menininha de 1 ano. Estamos doidos pra fazer o cruzeiro da Disney pro Alaska (já que moramos no Canada), mas definitivamente vamos esperar.

      Beijos e espero que tenha uma boa viagem, apesar disso.

      Volta pra contar sim, ta?

  23. Lú, uma vez entrei em um navio desses mas não fiquei, estava a trabalho e foi somente um almoço no salão principal do navio, o restante foram navios de investigação científica de todos tamanhos terminando até mesmo em traineiras adaptadas a realizar o serviço. Chegue a embarcar em navio da marinha o Sírius…tudo valeu como experiência mas quem sabe um dia animo a fazer um cruzeiro a passeio como esse.
    Não sabia desse blog seu e aos poucos me inteirando sobre suas aventuras. Entendi que vocês chegaram no Hawaii e ficaram uns 3 dias até embarcarem e começarem a viagem para o Canadá.
    Mas ainda estou querendo saber sobre as idas paras as ilhas ao sul – ….vocês sempre ficaram dormindo em Ohua ou não? se sim como fizeram o transporte para as ilhas?
    Grande beijo e fico feliz pela familia que construiram
    Marcos II

  24. Olaaaa
    Ainda bem que encontrei esse blog,
    Estou viajando pela Msc um passeio rápido pelo mediterrâneo durante 8 dias.
    Vou com meu bebe de 9 meses e estava super preocupada, pois meu filho OdeiA os pontinhos da nestle e só come papa e sopa…. Estou pensando em lavar o meu robótica de cozinha da chicco e fazer a sozinha dele lá, mas tenho uma duvida… Será que posso levar os legumes?
    Se vc puder me da uma ajudinha Luciana, eu agradeço.
    Um bjaoooo

    • Lu, eu acho que você deveria tentar contactar a empresa e perguntar, ou ler os detalhes da politica deles. A empresa pela qual viajamos, apesar de restritiva em vários pontos, não perguntou um minuto sequer o que estávamos levando pro nosso filho comer. Levamos muito leite em pó, banana e outras coisinhas. Então acho que depende muito da empresa, mas acredito que não deve haver problema!

      Beijos e boa viagem!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 530 outros seguidores