O lado cômico da maternidade

50 tons da maternidade

36 Comentários

“Não empolgueis se porventura teus filhos hão dormido bem uma noite. Não alimenteis esperanças de que tal feito repetir-se-á ou concluas precipitadamente que o sistema nervoso dos teus pequenos ter-se-á amadurecido. A cada noite ininterrupta de sono, uma escapada de cocô, duas birras homéricas e três noites insones e atribuladas. Esperais, preparais e aceitais.” (provérbio materno, versão estendida)

Versão popular: Mães não dormem. Se dormiu bem, senta e espera, porque vem caca por aí.

__________

Após uma longa espreguiçada, ela abre os olhos. Não se recorda da última vez que se sentira tão feliz, descansada e renovada – uma estranha sensação de felpudo invade seu peito. Pela primeira vez em oito meses, acordava ela com a luz natural do sol. Seria um sonho?

Languidamente, ela lança um olhar pro lado e constata com ternura que a bebê ainda dorme. E no berço, quem diria? Um verdadeiro milagre. Melhor checar o outro. Deve estar lá chorando debaixo das cobertas, a pobre criatura. Não é possível que ele tenha dormido a noite todinha sem um único pesadelo e que ainda esteja dormindo. Já passam das 7:30! Com passos de pluma, ela chega ao quarto do filho: ahhhh, dorme feito um anjo, o meu menino, e ainda abraçado à sua boneca Moey.

Com um suspiro, ela sorri. “Será o presságio de uma nova era?” – arrisca ela a pensar.

Feliz, ela toma um banho rápido e desce pra preparar o café-da-manhã. Que fofo, o marido deixara a vitamina de frutas já pronta pro mais velho. Ela então prepara uma torrada com queijo derretido pra si e sorve uma xícara de chá quente. Ui! Quente demais, ela ri. Só hoje mesmo pra ver graça num céu-da-boca queimado. De repente, escuta uns passos, seguidos de risos de criança. Acordaram! E de bom humor!

O dia transcorre tranquilamente: escola, trabalho, almoço, parquinho, janta.

Antes de continuar a rotina que precede mais uma noite de sono, ela para e recapitula com detalhe o que fizeram no dia anterior: “não posso errar nada, tenho que fazer tudo exatamente como ontem pra garantir que vão dormir bem de novo” pensa ela com sua inocente lógica materna.

Vejamos…

1. Banho: ambos tomaram banho naquela caixa de plástico que o Nic chama de barco. Durante o banho, ela havia contado a história do trator que sabia pilotar avião pra ele e cantado ‘tchibum, tchibum’ pra ela.

2. Pijamas: sem dúvida, tinham que usar os mesmíssimos da noite anterior. Vai que emanaram alguma vibe sonífera? Ela não podia desprezar essa possibilidade. Talvez se tornassem seus pijamas da sorte. Ela sorri sonhadora.

3. Nic tomou leite com biscoito de água e sal. Depois, dentes, xixi e histórias com o papai. Lily, como sempre, dormiu na cama da mãe mamando. Ontem foi transferida com sucesso pro berço. E usou um saco de dormir.

5. Aquecedor ficou ligado a noite toda.”

E assim ela fez. Tirando a história do trator que pilotava o avião e que o Nic queria de qualquer forma que substituísse por um cachorro – veja só, NADA A VER cachorro pilotando avião, dããã! -, tudo o mais foi cumprido na mais perfeita tranquilidade. Às 20:30 ambos estavam dormindo.

A noite prometia.

Ela pega seu livro, 50 Tons de Cinza, que apesar de não achar muito bom, pelo menos não fala sobre filhos e culpa materna, e vai ler. Mas a narrativa é tão repetitiva que depois de duas páginas ela já está com sono. Que personagens mais chatos… A mocinha, vive mordendo os lábios e se enrubescendo por qualquer papel que cai no chão. Diz pelo menos dois holy craps por página. Já ele, é enfadonhamente lindo, másculo, bem dotado, empresário nato, pilota helicóptero, toca piano como ninguém, exímio dançarino, fluente em francês, excelente amante, bilionário que fez sua própria riqueza, filantrópico preocupado com a fome no mundo e como se não bastasse tamanha irrealidade, só tem 26 anozzzzzzz.

Pois após um par de holy craps e stop biting your lip, ela não aguenta e dorme. Não são nem 9 da noite. 1 hora depois ela acorda num sobressalto com um choro alto: era o Nic tendo um de seus pesadelos. Claro que a Lily também acorda. Marido vai ver Nic, ela vai pegar a Lily. Nicolas volta a dormir, Lily mama mas chora intensamente ao ser colocada no berço. Melhor levá-la pra cama deles. Lily fica feliz. Tão feliz que não quer mais saber de dormir e começa a engatinhar pela cama. Senta, dá tchau, bate palma, ri. Holy crap.

Ela se lembra do livro. No desespero, o alcança e pensa seriamente em ler umas páginas daquela história erótica entendiante pra filha – vai que ela dorme? O marido não deixa. Volta com a Lily pro berço. Ela chora. Cantam uma música de ninar. Nada. Massagem. Ela fica quietinha. A mãe para, ela se irrita. Passam ela pro moisés, onde ela quase não cabe mais. Ó! Dormiu! Voltam pra cama. Puxa, que sono! Fecham os olhos, Nicolas acorda de novo “quero papai!!!!”. Rafa vai ver o que é e fica por lá. 2 horas depois, Lily chora querendo mamar, Nic acorda com o choro dela e começa tudo de novo – a “dança das camas“, como muito bem diz minha amiga Celi.

6:30 da manhã: início de um novo dia.

Mal humorada, ela veste sua roupa, troca a Lily (que chora de sono) e veste a roupa no Nicolas (que faz uma super birra porque quer ir de pijama pra escola). Todos descem pra tomar o café-da-manhã. Que droga, justo hoje o marido não deixou a vitamina pro Nic pronta. Ela vai fazer e constata que não tem banana – a vitamina favorita do filho. Vai de abacate mesmo. Ele não toma. Faz mingau pra filha, ela come tudo. “Nic, vai pro banheiro e tenta fazer cocô!” – diz ela. Ele responde que não está com vontade. Ela olha pro relógio: estão atrasados pra escola. Não dá tempo dela mesma tomar café. Faz um chá e leva. Faz frio lá fora – 5 graus. Lily toda encapotada vai pro sling e vão caminhando.

20 minutos depois, chegam na porta da escola. Ela olha pro Nicolas e não acredita. “Não, não, não!!!” Ele tem uma das mãos no bumbum, olha pra ela e grita “cocô, mamãe! tá querendo sair!!!!”. M**da. Vão direto pro banheiro. Ela tira o próprio casaco, tira a Lily do sling, a coloca no chão. Ela chora. Se prepara pra abaixar a calça do filho e constata que ele está de macacão. Droga! “Segura o cocô, Nic! Não faz não!!!” – grita ela desesperada. Lily esgoela. Ela tiro o casaco dele, tira o macacão impermeável, a calça, a cueca e… putz, não deu tempo. Ele senta no vaso, ela pega a Lily e vai buscar a cueca sobressalente na sala de aula. Volta, bota a Lily no chão, que volta a chorar imediatamente, começa a vestir peça por peça no filho. Entra um outro menino no banheiro, que abre um olho desse tamanho, se vira e sai fora. “Melhor”, pensa ela de mal humor.

Finalmente saem do banheiro. Ela, esbaforida, ele, aliviado. Dá um beijo de despedida e entra todo serelepe. “Pelo menos está feliz” – pensa ela. E vai embora caminhando.

No caminho, vai pensando que deve haver alguma maldição pra pobre mãe que consegue dormir uma noite completa, só pode, tamanha a urucubaca! Então tenta fazer as pazes com o Seu Universo. “Uma boa ação por uma boa noite de sono?” negocia ela em pensamento. Então, naquele mesmo dia, ela leva alguns brinquedos pra caixa de doações, faz uma sopa pra amiga que teve bebê e disponibiliza no blog uns desenhos da turma do Sitio do Picapau Amarelo que tinha feito especialmente pra uma atividade com crianças brasileiras no ultimo final de semana.

Agora é com você! Baixe, imprima, divirta-se, divulgue! Ajude uma mãe a espalhar alegria, espantar a urucubaca que lhe cerca e quem sabe dormir melhor!!! 

O que você vai encontrar: um PDF com 9 bonequinhos desenhados pela mamãe insone e inspirados no Sitio do Picapau Amarelo, mas com um detalhe: eles estão todos carecas! Será que seu filho conseguirá encontrar a parte de cima da cabeça de cada um? Imprima, recorte e divirtam-se procurando os pares! Depois façam marionetes pra inventar historias juntos. Tudo o que vocês precisam é do Adobe Reader que pode ser baixado AQUI, material pra imprimir, colorir e muita disposição pra brincar! Se quiser mandar fotos mostrando como ficou, vai ser muito legal!

Imprima e repasse pra quantas pessoas quiser, mas por favor, não deixe de dar os créditos! Ah, e é somente pra uso pessoal, tá? E que ao baixar essas ilustrações, além de muita diversão, você também tenha ótimas noites de sono! 

About these ads

36 thoughts on “50 tons da maternidade

  1. kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk…. perfect! ^^ sou sua fã sabia! recebo seus posts por email… me faz ver o quanto o meu dia dia com meu filhote é normal… (por mais q seja louco…)=***

    • Obrigada, Ísis! No final das contas todas temos dias como esses, né? O importante é a gente vai sobrevivendo, especialmente quando mantemos o bom humor! :)

      Beijos!

  2. SEU BLOG É MTOOOOOO BOM……. Fui lendo seu post e imaginando cada cena…. PARABENS!!!! Sou amiga da Andrea aki de Vancouver ela sempre falou do seu blog e de vcs!!!! Um forte abraço. ;D Fabiana Zaninotti

  3. Luciana, seus texto- como sempre- formidável! Adoro essa maneira divertida que você traduz a maternidade! Fiz o download e farei muitas cópias para os primos. Espero que lhe ajude a ter boas noites de sono.

  4. kkkkkkk Perfeito! :)
    Sei bem o que é isso agora que tenho um pequeno de 11 meses…
    Mal dá pra acreditar quando dorme a noite toda, e parece realmente que tem que ter uma compensação! rsrsrs
    Que sua boa ação te traga ótimas noites de sono!
    Abraços,
    Simone Silva.

  5. hehehehehehe

    é isso mesmo, Lu, uma mãe insone paga caro por uma boa noite de sono, não é barato, não!

    Sempre que eu durmo bem, sei que alguém pagou por isso, ou marido, ou Laura. às vezes colocou tampão no olho e protetor auricular no ouvido, para não ouvir MESMO e deixo marido se virando de madrugada… tenha dó, cansa isso tb!!!

    Espero que tenham noites melhores por aí, pq a ação boa vc já fez, vou baixar os desenhos de casa, obrigada pela filantropia, queridona!

    Beijos grandes, grandes, grandes!

    • Dani, quando a gente tem um filho só, até da pra deixar tudo pro marido de madrugada, o problema é quando se tem dois! E o pior, juro que achava que a fase do Nic noites inteiras tivesse chegado, mas daí vieram os pesadelos.. Ai amiga. Só muita paciência e amor mesmo, viu?

      Beijos e obrigada!

  6. Caramba Lu! Que disposição! às vezes eu passo uns perrengues, mas nada que se compare a quem tem dois prá olhar. BenzaDeus fia. Semana que vem vou tentar de novo a saga de dormir na cama. Vamos orar juntas? :D :D :D Beijo, excelente texto!

    • Um dia vc vai saber o que é essa loucura… Ou talvez nao, né? Já que cada caso é um caso… E torço pra que a saga da cama tenha um final feliz e que seja rápido! A Bia é menina esperta!

      Beijos!

  7. KKKKKKKKKKKKKKKK!
    Lu,
    Pensei que era só eu que tinha a certeza de que uma noite inteirinha de sono nunca sai impune! Rs. Na primeira vez que Bella dormiu uma noite inteirinha tomei um susto quando acordei de manhã e minha primeira reação tb foi ir ao quarto dela conferir se estava tudo bem!

  8. Ah, obrigada por me mostrar que não sou uma E.T. nem a única mulher da face da Terra que se entediou lendo “Cinquenta Tons de Cinza”. Também não tenho saco pra os quinhentos milhões de enrubescimentos que acometem a personagem por dia! Rs.

    • Hahahahaha! Nao é? Fora as outras coisas que preferi nao falar num blog de família! Hahahah. Da uma falta de paciência, né nao?

      Beijas!

  9. Ai, Lu! “Tamo junta” na “insonidade”, amiga! Essa cena do banheiro é recorrente por aqui tb, o caos! Já baixei o kit, amei, amei! Vou brincar com a Ísis no final de semana! Não sei se te desejo mais uma noite bem dormida, tendo em vista que o crime não compensa, né? :) Beijos!

    • Da até medo de desejar mais noites de sono, né? Mas to tentando ser positiva e acreditar. Noite passada (a que se sucedeu à toda urucubaca), foi até boa. Tirando que a Lily ficou acordada de 4 às 5, brincando encima da gente e quase caindo da cama, deu pra dormir. Viu? Baixei drasticamente minhas expectativas! :) acho que a gente vive melhor assim.

  10. Oi Luciana !!
    Adoramos ter voce desenvolvendo essa linda atividade no domingo passado ! FIquei feliz em conhece-la depois de ler tantos textos OTIMOS seus aqui no seu blog .
    Alias, mais um texto otimo ai em cima, bem a calhar com o Lucca nao querendo dormir no berco dele de jeito nenhum … Compramos uma cama, mas “marido” esta a passo de formiga para monta-la, quem sabe ate o final de semana … Enquanto isso, gripe e muitas noites mal-dormidas, mas vamos que vamos … Esperemos ve-la novamente, algum dia, la nos nossos encontros aos domingos. OBRIGADA MAIS UMA VEZ !! Um abraco grande, Clarissa

    • Clarissa, o prazer foi todo meu. Foi uma experiência muito divertida e inspiradora. Saí de lá com varias ideias! :)

      Espero poder voltar em breve, voces são todos muito bacanas!

      Beijos e obrigada pelos elogios!

  11. Só vc pra escrever isso, Lu, kkkk! Quanta criatividade! E a parte do cocô no macacão e a Lily no chão, ô dó!!!
    Além de tudo ainda engrossou o coro de quem não gostou desse livro. ô beleza, mais um motivo pra não ler mesmo…
    Um beijo e ótimaS noiteS de sono pra todos vocês, hehehe!

  12. Concordo qdo dizem que vc deveria TAMBEM escrever! Vc é demais!!!!! Bjus

  13. Sou sua fa de carteririnha. Alem de talentosa artista, teus textos sao de-li-ci-o-sos!!!!

    • Obrigada, tia Helena e Belle! Comentários assim me encorajam a continuar escrevendo, mesmo que as atribulações da vida com duas criancas tentem me impedir! Hahahaha

      Beijos!

  14. hahahahaha, você é uma ótima escritora!
    Os sentidos sobressaem em todas as palavras…me senti na casa acompanhando cada coisa que aconteceu!
    E na escola também … kkkkkkkkkk
    hehehehe

    Comecei a ler e pensei “ah, vou ler só um pouquinho” …kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
    Li tudo! Amei!

    Vou baixar os desenhos pra Vivi também!!!!!!

    Saudades prilma linda!

    Helo.

    Ah, e que esta próxima noite seja encantada!!!!!

  15. Oi Luciana, que bom que voce entre todas essas aventuras com 2 filhos teve um tempinho de ir ao encontro no Domingo passado, eu nao estava la mas so ouvi elogios sobre a atividade, e esse texto, lendo assim com tanta candura ate parece que foi tudo tao facil de ser vivido, que inspiracao gostosa para uma mae de um menininho de 2,5 anos no caminho de ter mais um. Obrigada e parabens pelo equilibrio nas palavras bem colocada do seu texto. Espero poder conhece-la em breve , Elaine & Liam

  16. lily, a vovo stela decidiu decidiu colocar a musica do tchibum tchibum e ja a escutamos ela umas dez vezes e se a lily estivesse aqui ela e nos ja estariamos dormindo ha muito tempo!!!. Nick seu espaco de brinquedo e grande e bonito, tem muitos brinquedos e sua casa esta em lugar lindo mas pelo visto ja esta fazendo frio porque vc ja esta todo emcapuzado!!!

    Seu primo Dudu

    • Dudu, meu sobrinho,

      Que coisa mais bacana receber um comentário seu!!! Obrigada!

      Só espero de coração que vc esteja vendo somente as imagens, porque esse blog não tem linguagem apropriada pra sua idade nao. Passe longe dos textos! (senão eu vou contar pra sua mae, viu? :D).

      E te aguardamos pra um dia vc vir brincar e passear aqui. Tenho certeza que vc iria adorar!

      Beijos com saudades,

      tia Lu e priminhos Nic e Lily

  17. Agora que consegui ler. Curioso que hoje mesmo terminei um poema/conto sobre a falta de sono das mães. Um assignment pra uma aula. :) Adorei, Lu!

  18. Acho que uma pessoa só sabe mesmo o que é ficar sem dormir depois dos filhos né? Tenho até medo, pq fico num mal humor de dar inveja quando durmo pouco… rs.
    E quanto ao livro eu estava super curiosa pra ler quando uma revista que leio escreveu uma resenha, mas graças a Deus eu estava com uma fila grande de livros já comprados, pq pude começar a ver as críticas, e perceber que o conteúdo dele é fraquíssimo. Engraçado que fez o maior estardalhaço entre a mulherada né? Bj.

    • Pois é, será que é carência de literatura to estilo voltada pra mulher? Eu não sei, pois nunca fui de ler esse tipo de livro, mas acho que nós mulheres merecemos mais. Outro dia fui tentar resumir o livro pro meu marido e me dei conta que não tem história, não tem trama. Dá pra resumir o livro em 1 linha. Patético. Um insulto à nossa inteligencia. Acho que o auê é puro marketing e não duvido nada que vem filme por aí.

      Sobre o sono… quem pode imaginar que a gente dorme tão pouco depois de ter filho, menina? Cada dia ainda é baque pra mim. Acho que quando eu me acostumar eles dormem. Dedos cruzados. :)

      Beijos!

  19. Oi Lu, tenho um meme pra vc lá no blog hoje, beijos

  20. Nossa Lu, fiquei até com medo! As últimas duas noites meu bebê (que sempre acorda pra mamadeira) dormiu a noite inteirinhaaaaa!

    Tomara que não mude! Mas vou pegar os desenhos, só pra garantir, hehe.

    Beijo!
    http://www.deinhabarbosa.blogspot.com.br

  21. Pingback: a vida, o hacker e o gabarito «

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 532 outros seguidores