O lado cômico da maternidade

Nice, very nice

4 Comentários

Aconteceu tudo muito rápido… Engravidamos assim que nos mudamos pra Austrália. Estávamos radiantes com a conquista, pois era justamente o que queríamos. O nosso desejado bebê estava a caminho!

Tava tudo dando certo, tínhamos conseguido uma casa pra alugar, comprado um carro e até já estávamos nos aventurando na mão inglesa pelas ruas de Kalgoorlie. Watch out!

Mas tinha muita coisa ainda pra ser feita…

A busca pelo médico

Taí algo que eu não esperava: só havia um obstetra na cidade… Meu Deus, mas como? Por toda parte que eu ia, só via mulher grávida, pais com bebês, crianças nos parques… Então nasceram todos com a assistência de um só médico? Fiquei encucada com isso, mas enfim… Liguei pra secretária dele:

– Ei, estou grávida de 5 semanas e gostaria de uma consulta com o doctor.
– Tudo bem, você já tem a carta de encaminhamento?
– Carta?
– É. Você tem que passar por um clínico geral, que vai te examinar e se necessário, te encaminhar pro obstetra.
– Hmmmm… beleza, mas escuta, eu já sei que estou grávida… Só preciso de uma consulta com o doutor aí pra fazer o pré-natal.
– Sim, mas é só com a carta, ma’am.

Então lá fui eu pro tal clínico, que eu consegui marcar pro mesmo dia. O Rafa me acompanhou. O médico era um homem alto (bem alto), pança grande, braços e pernas compridos e sua cara me lembrava a da Alice do Popeye.

A consulta não demorou 5 minutos. Eu falei que estava grávida e precisava da carta de encaminhamento pro obstetra. Ele não me perguntou absolutamente nada, como eu me sentia, nada… E eu tinha a estranha impressão que ele estava o tempo todo olhando pros meus braços. Até que disse:

– Não.
– Aãã? Não o quê?
– Ainda tá muito cedo pra te encaminhar pro obstetra. Você só está de 5 semanas. Talvez quando você tiver 10 ou 12…

Pronto, era só o que me faltava. E quanto aos exames, as conversas sobre alimentação, exercícios… e o parto?

Enquanto eu pensava se conseguiria esperar tanto tempo pra conversar tudo aquilo com um obstetra, ele resolveu tirar minha pressão. Daí ficou segurando e observando meu braço como que em transe:

Slim arms… nice, very nice… – disse ele finalmente, com uma voz arrastada.

Eu e o Rafa nos entreolhamos.

A pressão tava normal.

– Mas então, você mesmo pode pedir os exames iniciais dela de sangue, urina e tal? – se apressou a perguntar o Rafa.
– Exames? Então vocês querem fazer exames?

Nos entreolhamos outra vez.

– Claro!

Ele fez o pedido e saimos nos perguntando que tipo de consulta tinha sido aquela…

Bom, eu tentei, mas não deu pra esperar até 10 ou 12 semanas. Na 7ª, eu já tava botando meus bofes pra fora de tanto vomitar. Eu tinha que começar meu pré-natal. Voltei no tal clínico, pro qual consegui consulta no mesmo dia, outra vez.

– E aí! Tô aqui de volta. Olha, tô tendo muuuuitos enjoos, não consigo comer nada, tô com medo de não está indo nada pro meu bebê… Preciso daquela carta de encaminhamento.
– Tudo bem, mas não tem nada que ele vai poder fazer.

Me deu a carta.

Eu estava quase saindo, quando lembrei dos exames. Perguntei se os resultados já tinham chegado.

– Chegaram sim, tá tudo ótimo.
– Que bom. Posso ter uma cópia? Eu recebi a fatura dos exames pelo correio mas acho que esqueceram de mandar os resultados junto.
– Não, eles são entregues somente pro médico. Pra que você quer uma cópia? Tá tudo bem!

Meu Deus… o que estava acontecendo ali?

– Quero sim, doutor, por favor!

Me entregou os resultados impressos e se eu não tivesse conferido, não estaria levando o Beta, que é a confirmação da minha gravidez…

Bom, saindo de lá, fui finalmente marcar a consulta com o obstetra… que só tinha horário pra dali um mês e meio!!!! Até que conversando com a Clods, uma brasileira que conhecemos aqui, fiquei sabendo que havia um clínico geral com treinamento pra pré-natal… Liguei, e consegui uma consulta pra dali uma semana com o Dr. Austin. Excelente médico.

Depois de tudo aquilo, liguei cancelando a consulta com o obstetra…

Anúncios

4 pensamentos sobre “Nice, very nice

  1. Pingback: As “anjas” de Kal « Nicolando por aí

  2. Hahaha! Excelente historia! Muito bem contada, vc escreve bem demais! To rindo ate agora!

    Eu tb nao gosto disso de pegar carta de encaminhamento, pois acabamos tendo que pegar por duas consultas, nao e mesmo? E essa dos exames entao… Um horror! Eu nao tenho exame NENHUM da minha gravidez!!! Eles simplesmente acham que nao interessa ao paciente, que quem entende de resultados sao os medicos. Eu fico P da vida!

    Mas enfim… abracos pra vc!

  3. Pingback: O madrugador « Nicolando por aí

  4. Pingback: Estamos feitos « Nicolando por aí

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s