O lado cômico da maternidade

Modernizando o gugu-dadá

1 comentário

Ga-ga-gu-gu, gu-gu-da-da, da-da-ma-ma…

É como normalmente se espera que os bebês comecem a falar, não é mesmo?

Mas e o Nicolas? – você me pergunta.

Esquece. Ele não segue a corrente tradicionalista… Ele bem que começou mais ou menos como os livros esperam: ahhh-guuu, ahhh-cuuu, ahh-uhh. Mas depois, degringolou de vez:

 – ai, ai, ai, ai

– a-gé, a-gi, a-gi-gé (nesta ordem, várias vezes)

– tá-tá-té-té-tlá-tlá-tlé-tlé

– lá-lá-lá

– bá-bá-bá-blá-blá

– edgite (é isso mesmo… não digitei errado não!)

– éte, éte

– dadada-dedede-dlá-dlá-dlé-dlé (repetidamente, quando está com raiva ou frustrado)

-Gó! Gó! Gó! Ah-gó! Gogó! (pausadamente, quando está feliz)

E agora, toda vez que eu dou um brinquedo pra ele, ele estica os bracinhos e o leva avidamente em direção à boca, pronunciando um sonoro:

– GÓ!

E eu respondo:

– De nada?! 🙂

Anúncios

Um pensamento sobre “Modernizando o gugu-dadá

  1. que desenho lindo!
    to achando que o nicolas vai servir bem à area das comunicações!
    menino habilidoso com as palavras [e, no minimo, criativo]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s