O lado cômico da maternidade

Getting *almost* settled

11 Comentários

Então, mudamos de novo. Que vida itinerante-louca essa, hein gente?

Mas isso, é porque a gente estava num apartamento bem temporário mesmo, só o tempo necessário da gente achar um outro um pouquiiiiinho menos temporário… Daí, quem sabe daqui alguns meses eu não volto contando que encontramos um lugar mais permanente pra morar? 😉 Tomara!

Vista da janela do primeiro apartamento

 

Pelo menos o apartamento que estávamos ficando já era todo mobiliado.  Uma beleza, tirando que tinha aquele estilo todo modernete-cheio-de-quinas-e-vidro-totalmente-anti-crianças. Já esse aqui não, tem que comprar tudo. Ou quase tudo. A boa surpresa foi saber que aqui no Canadá a maioria dos apartamentos pra alugar já veem com geladeira, fogão, microondas, máquina de lavar, secar e até de lavadora de louça. Uma mão na roda pra gente que só despachou algumas poucas coisas da Austrália, mas nenhum eletrodoméstico. (Leia mais nos posts idos aqui e aqui)

Mas de qualquer forma faltava o resto da mobília. Assim que, pela quarta vez mudando em 5 anos de casados, lá fomos nós comprar tudo de novo! Aliás, fomos não, temos ido – porque decidimos dividir o programa comprístico em doses bem homeopáticas. Claro, com criança não dá pra passar mais que duas horas seguidas numa loja.

Imagina que nessa que fomos ainda tinha uma creche com playground. Coisa rara… Mas, com um aviso de todo tamanho na porta: LOTADO.

Assim, que lá fomos nós, pra difícil arte de fazer compras com  uma criança, e evitar que suas mãozinhas ágeis alcancem tudo o que quebra ou é cortante e ao mesmo tempo que consideramos com cuidado a nossa compra. Será que tem perigo dessa estante cair se quando ele subir nela? E o material desse sofá, será fácil de limpar se quando cair alguma coisa manchante nele? Será que compramos essa panela de teflon* que é fácil de lavar mas solta substâncias não bem vindas, ou aquela de aço super cara, não tão fácil de lavar, mas que não interage com a comida?

E antes de qualquer decisão ter sido feita, a cria, que há muito tempo minhocou, minhocou até o pai descê-la do carrinho, já percorreu a loja toda, cansou e tá pedindo pra ir embora “Mami, papi, vam boia!”.

Então não teve mesmo outra alternativa senão comprar tudo aos poucos. Um dia o colchão, pois ninguém aqui quer dormir no chão. Depois os itens de cozinha, porque alguém há de cozinhar. Depois adquirir internet, pois alguém há de blogar e skypar. E por fim, a televisão, porque ninguém quer ficar de fora da Copa!

E pra completar, na semana passada chegaram as coisas vindas do além-mar e a casa que estava bem vazia, de repente ficou lotada de caixas, pelas quais o Nicolas entrava em uma e saia em outra, como mágica. Parece divertido, né? Mas não! Era um verdadeiro caos – pelo menos pra mim.

E se até eu fiquei feliz em ver meus sapatos, livros e álbuns de fotos de novo, imagina o Nicolas, ao ver os brinquedos com os quais não brincava há mais de três meses?

Bacana demais.

Pelo menos um ponto positivo das mudanças de longas distâncias!

* * *

E como fiquei devendo, aí vão algumas fotos do aniversário do Rafa, que aconteceu há séculos atrás. E pra comemorar, fiz sua torta preferida de amendoim, a qual deve ser também a mais calórica do mundo. Coisa pra se comer a cada 5 anos.

Obrigada à eficiente conexão Fabiana-Gabriela pra me mandar a receita!

Ah! E pra quem se interessar, a receita é a seguinte:

Ingredientes: um pacote de amendoim torrado e moído de 500gr – creme de leite -leite condensado – 2 ou 3 pacotes de biscoito maizena -açúcar e leite. Como fazer: Molhe os biscoitos no leite morno até amolecer um pouco,forre o pirex, faça um creme com o amendoim torrado, creme de leite, açúcar a gosto e amoleça com leite e forre as bolachas, faça a mesma coisa até o fim do pirex e a última camada coloque o leite condensado cozido e enfeite (cozinhe o leite condensado em panela de pressão por 40 min).

Eu falei que era uma bomba calórica…

* Atualização: confirmando o que eu já suspeitava, de acordo com minha querida cunhada nutricionista, devemos dar preferência às panelas de aço inox, cobre ou vidro, pois as de teflon são realmente tóxicas. Coisa boa é ter gente na familia que entende desses assuntos, né? 🙂

Anúncios

11 pensamentos sobre “Getting *almost* settled

  1. je-sus, engordei só de olhar…acho que não tô podendo com esse negócio de torta de amendoim não, lu!deve ser deliciosa, como tudo que engorda nessa vida.

    menina, mas que cara de pessoa grande que ele está nessa foto! sério! só falta pedir o carro emprestado.

    parabéns pela força e pelo fôlego, ufa. sei que não deve estar sendo lá muito fácil, mas o pior já passou – certeza!

    fico, como sempre, torcendo e esperando os próximos capítulos!

    beijos,

    Ro (a que prega os posts na portaria do prédio 🙂 hahahahahahaha, depois a louca sou eu…

  2. Mudança com filho pequeno e ou comprar móveis com filho pequeno, deve estar com certeza no top das coisas mais estressantes ever. Por isso me solidarizo com você, e te mando um dose de energia, paciencia e bom humor desde aqui (não que esteja sobrando do lado de cá.. mas amigos é pra essas coisas, né?)

    E fico imaginando como está a cabecinha do Nic, com tantas mudanças, e com a mudança radical de vistas…

    Boa sorte queridona!! bjs

  3. calma…
    paciência…
    logo todas as mobpilias adentram a porta da sua casa e vai ficar tudo mais fácil…
    é só deseja r e bater os sapatinhos dourados.
    se não… leia um bom livro, curta a cria no chão vazio e tudo se resolve.
    hummm…que torta é essa?
    engordei só de olhar!
    bjocas
    carol
    http://viajandonamaternidade.blogspot.com

  4. De uma coisa vocês não podem reclamar: monotomia! rs
    O nic tá lindo! Tava com saudade do seu cantinho.

    Bjinhos

    Luna e Felipe

  5. Lu querida, vcs estao quase la! O pior ja passou… Agora vcs ja estao no Canada, entao tem que curtir. Imagino que deve ser estressante demais da conta esse negocio de comprar moveis com crianca. Eu nao tenho crianca, mas ja estresso so com meu marido, imagina so…

    Entao, vai assim mesmo. Um pouco de cada vez. Vai la, compra um liquidificador, volta, assiste um jogo da copa. Volta la, compra aquela cadeira charmosa pra sala, volta e escreve mais um post bacana desses que so vc sabe escrever – e sentada na cadeira charmosa!

    E assim, qdo vc menos esperar ja vai ter tudo. Tambem to torcendo pra que vcs encontrem um lugar fixo pra poder arrumar tudo de forma definitiva. Ufa! Vai ser um alivio, amiga!!!

    Beijos grandes e solidarios!

  6. Querida, acompanho seu blog há um bom tempo já, mas nunca deixei um recadinho pra voce. Primeiramente, gostaria de dizer que seu blog é tudo de bom. Você escreve muito bem, é muito gostoso de ler e acompanhar. Fico sempre querendo saber mais.

    Também queria dizer que voces sao muito corajosos e pra conseguir as coisas na vida, tem que ter coragem. Ou seja, vai dar (ja esta dando!) tudo certo. A gente tambem mora no Canada, em Toronto, há quase 12 anos. Qdo viemos nao tinhamos criancas, hoje temos 3, todos nascidos aqui. E nao me arrependo de nada, amo morar aqui, assim como tambem amo nosso pais de origem.

    Entao, queria te dizer, que paciencia. Tudo esta se encaminhando bem. O inicio eh sempre dificil, mas depois vai ficando mais facil. Vc vai ver.

    Beijos e seja bem vinda!

  7. Aiiii que delicia de torta é essa einh!!!!!?? to com água na boca aqui!
    menina,mudança é mesmo “uó”..me mudei 3 vezes já e sempre digo que é a ultima..o bom é que sempre me desfaço de vaaaarias coisas a cada mudança..kkk..
    |Mas com certeza é uma deliciaaaa abrir as caixas e ver cada coisinha indo para o seu lugar de novo..rsrs..
    boa sorte na nova moradia! 😉
    bjs,otima semana!!!!!!

  8. Nossa, essa torta deve ser d-e-l-i-c-i-o-s-a!!! Fiquei com água na boca, e já anotei a receita. Só não vou fazer agora porque não estou podendo, neste momento, com “bombas calóricas”… hehehehe!
    Imagino que trabalheira que deve estar sendo mudar tantas vezes. Tomara que vocês consigam resolver tudo rápido!
    bjo
    Livia

  9. OLA, FAMILIA!
    PELO VISTO MONOTONIA É UMA PALAVRA QUE NAO EXISTE NESTA FAMILIA!
    MAS,COM CERTEZA,COM PACIENCIA, TUDO RESULTARA NUMA CASINHA EXTREMAMENTE ACONCHEGANTE! QUE VCS CONTINUEM NA BUSCA DE UM LUGAR GOSTOSO PRA SE VIVER. BJOCAS

  10. Lu que bom que deu noticias, ja estava preocupada, mesmo sabendo da correria.
    Mas lembre-se: vai passar, vai passar, vai passar.
    O Nicolas esta lindo! E a torta bombastica esta linda e com cara de deliciosa, mesmo sendo calorica ate o ultimo farelinho. Vou fazer depois te conto.
    Paciencia por ai que logo logo ta tudo no jeito.
    Abracos
    Gra
    (ah! e quando decidir sobre a panela comenta please, tambem tenho essa duvida cruel!)

  11. Olá,

    Que bom que conseguiram um lugar menos temporário, assim não fica um ar de passagem. Quanto as mudanças e caixas, lá em casa o clima é o mesmo, pois a senhora Marcela e sua sogra decidiram fazer da casa uma pensão, com vários quartos de hóspedes, inclusive o da Fernanda, então encaixotamos algumas coisas dali, entulhamos outras acolá e tudo se transformará. Acho que vcs poderão escolher onde ficar de tantas opções.
    A torta tava aparentemente gostosa, aqui em casa não a fazemos desde que vcs foram embora, então acho que não haverá nenhum problemas se repetirmos a dose este ano.
    E, sim, as panelas de aço inox ou de cobre ou de vidro são as mais indicadas, pois não são tóxicas e claro, todas têm vantagens e desvantagens. Qualquer uma delas seria uma boa escolha.
    Um abraço,
    Saudade,
    Tia Fafá

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s