O lado cômico da maternidade

E aí Nic, tem dormido bem ultimamente?

17 Comentários

Eu? Hmmm… Deixa eu ver…

Na minha opinião sim, afinal, eu durmo quase duas horas seguidas toda noite sem acordar nenhuma vez! Mas mamãe diz que isso é muito, muito pouco… Eu já até decorei as palavras dela (e que eu não faço a menor idéia do que significam): “Nic, meu bem, o ideal pra manter minha sanidade mental e beleza epidérmica seria você dormir oito horas direto toda noite – pelo menos!” Daí que pra piorar, outro dia a gente estava num parquinho, e eu adoro parquinhos, sabe… Lá tem  um escorregador grandão, tem vários balanços, tem uma ponte pra sub…

Hm, hm! Mas daí, Nic, você estava dizendo…

Ah, sim! A gente estava num parquinho e ela conheceu uma mulher que contou pra ela que os dois filhos dormiam 12 horas seguidas desde os 6 meses de idade. Depois disso, de repente já estávamos a caminho de casa, mamãe andando rápido e resmungando algo como “que mulher antipática”. Sinceramente, eu não entendi nada…

Daí nos últimos dias eu senti que ela estava ficando realmente preocupada, pensando se eu estaria acordando muito por causa de algum problema de saúde. Engraçado que eu sei tudo o que ela pensa, porque ela fala tudo em voz alta, como se estivesse conversando comigo… Essa mamãe… E depois disso, ela me disse que por desencargo de consciência, que seria melhor a gente visitar o doutor.

Pois se tem um lugar nesse mundo que eu não gosto é consultório médico. Prefiro mil vezes ir ao parquinho. Afinal, lá no médico não tem corda pra subir, não tem escorregador em espiral, não tem túnel pra passar dent…

Hm, hm! Nic! Mantenha o foco!

Ah, sim! Pois eu ia dizendo, que então a gente foi no doutor. Mamãe contou pra ele que eu estava acordando umas 5 vezes toda noite, que eu começava minhocando muito, depois soltava uns gemidos tipo “êh! êh! êh!” e chorava. Então ele me analisou, colocou um negócio frio nas minhas costas, apalpou minha barriga, abriu meus olhos, minha boca e todas aquelas  coisas que eu não gosto. Daí perguntou pra mamãe se eu comia bem, se eu brincava feliz, ela disse que sim, então ele falou que eu não tinha nada.

– Nada? – Perguntou mamãe sem acreditar – Então porque ele acorda tanto e chorando? Doutor, será que ele não tá com verme não? A gente fez uma viagem longa e tomou todo tipo de água por aí. Na minha infância, todo mundo tinha verme e eu até tinha um amigo com o apelido de Oxiúrus!

Hahaha! Eu achei aquela palavra tão engraçada!!! E acho que o doutor também, por que ele riu pela primeira vez.

– Pois os tempos mudaram, madame… é muito pouco provável que ele  tenha verme… – falou o doutor – … talvez seja terror noturno.

– Não… Eu já pensei nisso, mas ele não acorda com jeito apavorado, não tem aquela típica expressão de medo, sabe?

– E dentes nascendo?

– Também não, nem sinal dos molares.

– Então ele talvez esteja passando por ansiedade de separação, afinal nessa idade ele já não dorme mais com os pais e …

– Pois ele dorme… – interrompeu mamãe.

– Ahn? Dorme?

– É… ele já estava dormindo no berço, mas daí veio a mudança pro Canadá, largou a chupeta, depois ficou gripado, o pai começou a viajar muito… então voltou a dormir comigo… Sabe como é né, Doutor? São mudanças demais pra um menininho…

Nessa hora, eu vi que o médico ficou com a testa toda enrugada. Mamãe diz que isso é coisa da ‘expressão pensativa’. E como mamãe também iria se consultar com ele, (é… mamãe me contou que no Brasil tem um médico pra crianças e outro pra adultos, mas que no Canadá são os mesmos pra todo mundo) ele pediu a ela pra sentar na maca.

E quando mamãe se sentou e eu fiquei no chão em pé, me deu tanta vontade de ir pro colo dela… e uma vontade de chorar tão grande, que eu acabei chorando mesmo. Chorei e pedi colo, mas mamãe disse que eu tinha que esperar um pouquinho. Então eu continuei chorando e cada vez mais alto… Eu não conseguia controlar. E parece que ela não iria descer nunca… Até que ela desceu, me pegou e voltei a ficar feliz.

Daí o doutor disse que depois daquela cena (que cena? será que ele também não faz isso pra ir pro colo da mãe dele?), só podia mesmo ser ansiedade de separação e que se ela não tomasse cuidado, poderia ficar crônica. Daí quem ficou com a testa enrugada foi mamãe.

E como naquela noite eu dormi outra vez com ela, e continuei acordando muito porque não bastava estar perto dela, eu queria ainda segurar a mão da mamãe, ela falou que a partir da próxima noite a gente começaria a transição pro berço, pra eu me desapegar um pouco e ficar mais independente.

Bom, pois hoje, já faz cinco dias que eu tô dormindo no meu quartinho. Até que tá legal ter um espaço só pra mim, poder dormir com minha colcha de carros, meus carrinhos e a Moey.

Mas eu ainda continuo acordando, porque ainda sinto falta da mamãe de noite, mas daí ela vem, fica comigo pra eu dormir de novo e às vezes até me leva pra cama grandona. Ela falou que a transição tem que ser gradual. Eu gosto desse jeito da mamãe. E noite passada, mamãe estava toda feliz, porque eu passei a noite completa no bercinho e dormi MUITO melhor. Disse até que eu merecia uma estrelinha de prêmio. Então eu falei que ao invés de estrelinha, que tal se ela me levasse no parquinho? Afinal, lá eu posso subir naquelas escadas de tubos metálicos, descer no escorregador ondulado, subir no cavalinho metálic…

Hm, hm! Nic!

Ah sim! Tenho que terminar logo esse depoimento senão o post fica muito longo e mamãe disse que as pessoas ficam com preguiça de ler. Mas eu só queria contar, que o papai voltou de viagem e agora ele também me leva ao parquinho! Ontem a gente foi num que tinha o chão todo de areia e uma casinha bem legal pra brincar lá dentro. E tinha uma moto de brinquedo e uma escada de espiral pra sub….

Tá bom Nic. Cê tá liberado. Vamos lá que eu te levo pro parquinho.

Anúncios

17 pensamentos sobre “E aí Nic, tem dormido bem ultimamente?

  1. Ai Lu,
    vc é demais da conta!
    adorei o post!
    sou solidária as noites mal dormidas, a cara de urso panda e ao cansaço interminável.
    isaac dormiu melhor nas duas últimas noites.
    ALELUIA!!!!
    e Parabéns Super pro Nica, que está virando um mocinho muito bacana!
    Viva os parquinhos!!!!
    bjo bjo

  2. Juro que não sou antipática 🙂
    Minhas filhas sempre dormiram a noite toda desde os 2 meses de idade em média. Mamavam meia noite e só acordavam as 6h da manhã, eu não sei o que é ficar acordada de madrugada assim, só quando estão doentes aí não tem jeito.

    A diferença é que voces fizeram grandes mudanças com ele ainda pequeno e talvez por isso o medinho, normal nessa idade.

    Mas seja firme, deixe ele um pouco sozinho, vai ser bom pra ele, daqui a pouco vem a escola e a separação será inevitável, e ele vai lidar melhor com isso.

    Normalmente os meninos são mais inseguros que as meninas, até quando crescem 🙂

    Mas parabéns por conseguir mante-lo no quartinho dele, dá uma pena e vontade de levar logo pra nossa cama quando choram, mas mantenha o foco, é pro bem dele.

    Beijo

  3. Ai Lu, vc me mata com esses posts… hahahaha. Olha, vc sabe que eu AINDA não tenho filho, então não esse tipo de problema AINDA. Mas sou solidária à você, pois imagino que não é fácil acordar tanto de noite até hoje. Mas como tantas mudanças têm ocorrido, só consigo pensar que isso deve ser normal, né querida? Continua firme aí que uma hora tudo melhora!

    Beijocas grandes!

  4. Lu, o Francisco também dorme com a gente ainda. Mas ao contrário do Nicolas, ele dorme muito melhor na nossa cama, então acho que compensa o empurra-empurra de noite. rsrs

    No seu caso, se o Nicolas não tem dormido bem nem com você, e tá ficando cada vez mais apegado, acho que a hora de muda-lo pro berço é acertada, ne? Mas realmente não deve ser facil essa transição… apesar que como a Fabiluli falou, essa separação (ainda que amparada, o que é bom), pode ajudar muito na epoca que ele começar a ir pra escolinha.

    Então vai seguindo seu coração de mãe e compartilhando com a gente essas suas experiencias de forma tao divertida!

    Abraços!

  5. Também sou solidária com companheiras pandas! Mas passa, é o mantra que temos que usar, passa.

    Essa coisa de ansiedade da separação até é fofo no começo, mas depois dá uma dor de cabeça taãão grande!
    Beijos e boa sorte com a transição para o quarto dele!

  6. Muito criativo esse post!

    E vou te dizer que vc está no caminho certo, logo, logo ele vai se dar conta que as coisas estão mudando, que ele está crescendo e portanto é normal que fique mais independente. Dormir na cama dos pais sem duvida é mais aconchegante, mas a transição pro berço não significa que de vez em quando, como nos fins de semana, ou de manhazinha ele não possa se aninhar com vocês, né verdade? Aqui em casa é assim, de vez em quando tem um passarinho entrando debaixo das nossas cobertas sem aviso e eles são mais que bem vindos! Só não dá pra ser toda e noite e todo dia. Mas isso eles acabam entendendo.

    E Lu, ri muito com essa sua visita ao médico! Realmente na nossa época a solução pra tudo era um vermífugo, não é mesmo? hahaha

    Beijos querida, e boa sorte!

  7. Eu aodrei este post!! Muito fofo descrito nas palavras do Nic!
    Qto à acordar toda a hora, a minha filha era assim, acordava de 2 em 2 horas, no maximo 3! Achei que fosse enlouquecer! (ela mamava no peito); até que um dia, do nada, como por encanto, passou a dormir a noite inteira! As pessoas me falavam que isso ia acontecer e eu nem acreditava mais! Mas não é que aconteceu?!
    O Nic tb, “já, já” vai dormir a noite inteira! Tomara!
    Bjs,

    • Muito obrigada pela solidariedade dessa comunidade materna panda! 🙂

      E Sut-Mie, tô aqui, aguardando ansiosamente esse dia mágico! Eu sei que isso acontece mesmo, porque com muitas coisas até hoje tem sido assim. Um dia tá um caos, no outro é como se o caos nunca tivesse existido.

      Beijocas a todas!

  8. Nicolas,

    Vc escreve muuuuuuito bem!!! Estamos (eu, mamãe e Lourdinha) embasbacadas!!!! Vc é muito precoce! TODAS nós achamos que isso é um reflexo genético da sua madrinha. Tá bom, só eu acho….Mas já basta. rsrsrsr

    Caso queira saber, a vovó não acha. Ela pensa que é um reflexo AZEVEDO… Diga ao Rafa. rsrsrs

    Então, pra vc não perder muito tempo lendo os comentários e curtir mais o parquinho, nos despedimos com um beijo triplo.

    E um pra sua mami e seu papi, é claro.

  9. Oi Nicolas! Sua dinda Patti não é nada modesta né? Mas tenho que concordar que vc é um pequeno grande escritor; talvez herdado dos Azevedo e dos Jaude Gradim, o que, com certeza faz de vc o máximo!!!!!!! Bjocas da tia

  10. Lu…li alguns posts e me diverti…chorei de rir…aquele sobre a sinceridade do Gradim e o comentário do Nic sobre sua “sacola” está hilário……
    Que lindo as rosas vermelhas, hein! Adorei os desenhos também…..vá em frente! E pra terminar…que saudade amiga…..que falta vc me faz! Beijos pra vcs três! Taís

  11. Acabei de descobrir teu blog! Que delícia, que fofo o Nic! Tô fã!
    Estou ansiosamente esperando o dia que a Sut-Mie diz que chegará… Tenho gêmeos de 5 meses e acordo várias vezes…
    Bj

  12. Pingback: Chegada da Anita, carteira de motorista, viagem ao Brasil « Nicolando por aí

  13. Olá Nicolas,

    tenho que concordar com os dois lados, sua dinda e sua Tia Helena, afinal vc é uma linda mistura que encanta e deixa a todos uma vontade imensa de sempre estar por perto pra participar do seu crescimento, vivências e estripulias. Espero realmente que continue escrevendo incrivelmente bem e passe a dormir noites inteiras pra deixarem seus pais mais tranquilos.
    Bjos da sua Tia Fafá e o resto do pessoal aqui de casa.

  14. Pingback: O verão e as portas de Vancouver « Nicolando por aí

  15. Pingback: Grandes perguntas sem respostas « Nicolando por aí

  16. Pingback: Eis que Nicolas dorme a noite toda… « Nicolando por aí

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s