O lado cômico da maternidade

Grandes perguntas sem respostas

9 Comentários

  • Por que o Nicolas, que acorda pelo menos 3 vezes toda noite do nada, não mexeu nem o mindinho do pé (nem mesmo um estremeliquezinho) quando o (falso) alarme de incêndio do prédio soou escandalosamente às 11 da noite ontem por cincos minutos direto?
  • Por que mesmo morando numa das cidades mais seguras do mundo a gente teve nosso carro arrombado e nossos pertences roubados, dentro da garagem do prédio?
  • Por que, se eu admiro tanto a minha mãe por sempre ter deixado a gente desenhar nas pernas dela com caneta quando éramos criança, ontem, quando o Nicolas quis fazer o mesmo comigo, eu não achei que fosse uma boa idéia?
  • Por que aqui no Canada tem que pagar 8 dólares por mês pra ter reconhecimento de chamadas no celular?
  • Por que o gosto de cereja fresca não tem nada a ver com o gosto de cereja que eu conhecia no Brasil?
  • Por que, mesmo sabendo que eu vou me arrepender muito, eu não consigo parar de comer esses brownies que eu comprei?
  • Por que que eu comprei esses brownies?
  • Por que eu deixei pra fazer as malas pra um mês de viagem no último dia?
Anúncios

9 pensamentos sobre “Grandes perguntas sem respostas

  1. simples, porque vc é mãe, mulher e uma criatura abençoada e consegue fazer e acontecer uma porção de coisas ao mesmo tempo, e aguentar tudo, e resolver do roubo a mala sem se preocupar com a dieta e ainda faz um blog bacanérrimo.

    ajudei?

    ótima viagem pra vcs!

  2. – eu tinha um amigo-espirito-de-porco em londres que dizia sempre “aposto que foi brasileiro” quando acontecia um assalto na inglaterra.
    um horror, mas eu achava engraçado.

    – coma quantos brownies puder, ansiedade pré viagem só se resolve com chocolate, é a minha teoria – e vem funcionando há anos comigo.

    – cereja fresca x cereja em conserva não são a mesma fruta. que nem cogumelos frescos x champignon.

    pro resto eu não tenho resposta, não.

    beijo e boa viagem pra vcs, querida!

  3. Lu, minha querida! O grande barato da vida é exatamente nao saber o porquê de tantas coisas!Não busque explicações, viva diariamente com uma unica certeza: estamos aqui a passeio!!!!!!!!!!!!!Bjocas em todos

  4. Ai Lu… vc é uma graça…

    – Primeiro, criança tá aí é pra surpreender a gente, dia apos dia.
    – Que chato o negocio do roubo… Realmente parece que nao estamos a salvo em nenhum lugar, hein?
    – Admiravel a tolerancia da sua mae, eu tambem nao deixo nao! 🙂
    – Pagar pra ter chamadas reconhecidas??? Que absurdo!
    – Nunca comi cereja fresca, então… fico te devendo a resposta
    – Brownie eh bom e faz um bem danado pra ansiedade. E como vc vai engordar mesmo indo pro Brasil (desculpa, mas eh verdade), porque nao comecar agora mesmo? hahaha
    – Porque vc, apesar de morar no Canada, eh brasileira, e brasileiro deixa tudo mesmo pra ultima hora!

    Beijos Lu!!!

  5. Tiveram o carro arrombado na garagem, Lu?! Ai, ai… Complicado, hein? Espero q não volte a ocorrer! E qto a cereja, nada melhor que cereja fresca. Alias, melhor que isso, só mesmo brownies!!!

    Beijos e boa viagem!

  6. kkkkkk..misterios da humanidade Lu…
    serio que ele não acordou com o alarme???? 😮
    se fosse para ele não acordar,aposto que se levantava com uma agulha caind no chão!!! não é smepre assim???hahahaha..
    como assim em varias questões,to eu aqui me perguntando??????!!!!!!!!!!!!!!
    rsrsrs..quando vc descobrir as respostas me avisa..e ate agora eu to tambem aqui pensando…
    PQ VC NAO COMEU????
    ;-0
    rsrsrs..beijao,otima semana!!!

  7. Hehe perguntas divertidas! Minha mãe tambem é mais tolerante em relacao a este tipo de “brincadeira/sujeira”

    Aproveita muito os brownies enquanto faz as malas, garanto que vai ser mais divertido!!!

    beijos e boas ferias!

    Pati

    http://coisasdemae.wordpress.com

  8. achei seu blog por acaso.
    engraçado que eu morava no Canada e agora moro na australia..o contrario de vc.
    e a unica vez na minha vida que fui assaltada foi em vancouver..
    xxxx
    adorei o seu jeito d escrever

  9. Pingback: O verão… e as portas de chumbo de Vancouver « Nicolando por aí

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s