O lado cômico da maternidade

Causos estranhos de uma família pra lá de estranha

11 Comentários

Que criança pequena se atira no chão quando contrariada, bate no prato de comida quando não quer mais comer e empurra os coleguinhas só pra conseguir um brinquedo, todo mundo já ouviu, né? São histórias corriqueiras.

Agora, cá pra nós. Tem umas crianças que fazem umas coisas bem estranhas, né não? Por exemplo, esse menino… errr… de uma conhecida minha. Ele tem dois anos.

Vamos chamá-lo de Nicolas pra exemplificar, tá?

Nicolas costuma ir a um parquinho, onde o brinquedo mais chato é um super escorregador em espiral todo colorido. Acontece, que ao invés dele subir, escorregar, balançar ou subir no muro de cordas – enfim, aproveitar as opções super bacanas do parque – ele é a ÚNICA criança que fica:

  • catando pedrinhas e jogando no RALO do parque, uma por uma, e contando;

OU

  • catando eventual LIXO do chão e entregando pra sua mãe: “toma mamãe, tem que jogá no lixo”, “aqui oto, mamãe”, e por aí vai;

OU

  • subindo e descendo escadas pulando com os dois pés juntos, 4.789 vezes seguidas.

Enquanto isso, a mãe desse Nicolas, que vamos chamar de Luciana, é metralhada com olhares do tipo “that’s weird” pelas outras mães do parque.

Tá. Não dá mesmo pra condená-las por acharem tudo isso muito estranho. Mas vamos tentar focar no lado bom: ele está aprendendo a contar, tanto em português, quanto em inglês (inclusive de trás pra frente), é um menino asseado e que tem consciência ambiental, e tem um equilíbrio danado de grande pra conseguir subir e descer escada pulando com os dois pés!

– Buuuuuu! Fora! Isso é conversa pra boi dormir! Buuuuu!

Iiiichiii… Mas vocês querem é ver o circo pegar fogo né? Então tá, logo logo a gente vai dar uma olhadinha de perto na família desse menino pra ver se a gente consegue entender melhor a origem desse comportamento esquisito dele, tá? Mas antes, tem mais, gente! Olha só essa foto que eu recebi há alguns dias atrás de uma amiga leitora (valeu, Barol!), mostrando esse menino que estamos chamando de Nicolas, com a Maitê, que na época tinha só 7 meses e é filha da amiga dessa minha conhecida…

Que complicado, né gente? Parece que o Nicolas anda todo desgovernado por aí, sem limite nenhum… E o pior é que a Luciana ainda tentou defender a cria mandando o seguinte recado pra mãe da Maitê: “Puxa vida, Tatá! Também tinha que esperar tanto pra ter a Maitê? Eu avisei que se demorasse muito que o Nicolas iria acabar batendo nela! Não é culpa dele não!!!”

Pois depois desse infeliz comentário da mãe do menino Nicolas, eu já não precisava mostrar mais nada. Mas de qualquer forma, deixo vocês com estas fotos que recebi agora há pouco…

É… Realmente, parece que o comportamento do Nicolas tá mais que explicado, né não? Ele é DE LONGE o mais normal da família… (olha a cara dele de desconfiado)

* * *

E ainda bem que eu não tenho NADA a ver com esse povo estranho…

Eu, hein?

Anúncios

11 pensamentos sobre “Causos estranhos de uma família pra lá de estranha

  1. Ei irmãzinha!
    Com certeza o Nic é o mais normal de todos!!! rsrsrsrs
    Coisas de criança!!! O gostoso e bacana é fazer o que temos vontade mesmo!!!
    Bjs nessa fofura do Nic!

  2. Ah, ams que graça tem ser normal? 🙂
    Acatei sua sugestão lá no blog…
    bj

  3. E quem não tem uma mania esquisita que atire a primeira pedra, rs
    Adoro seus posts super humorados.

    Bjinhos

    Luna e Felipe

  4. Lu, seu bom humor me encanta… Adooooro! Então agora tá renegando a própria espontaneidade (apesar de estranha, rsrs) da sua familia, é? Pois isso é o melhor de cada familia! Suas proprias esquisitices, manias e diferenças!

    E deixa eu te contar: aqui Francisco também pega pedrinha no parquinho ao invés de se divertir nos brinquedos, viu?

    Faz parte, amiga!!! E adorei suas fotos!

    Beijos mil…

    (seus desenhos estão cada vez mais bonitos, estou impressionada! Que delicadeza…)

  5. Lu, só tô passando aqui pra dizer que amo seu blog! Encontrei ha pouco tempo atras mas ja li tudo e ja morri de rir de várias historias engraçadas e seu jeito hilario de contar. Vc escreve tão bem!

    E continua fora da normalidade porque é isso que faz a vida mais leve e gostosa!

    Seu filho é lindo demais!

    Abraços, Debora

  6. Ih Luciana! Aqui em casa é igual! A Ísis vai para a pracinha e não brinca com os brinquedos não! Ela senta no chão e fica mexendo na areia ou pegando pedrinhas do chão ou andando de um lado para o outro…rsrsrsrs Beijos!

  7. kkkkkkkkkkkkkkkkkkk…to aqui rolando de rir,imaginando a cara ..das mães, da sua..a dele..hahaha..sabe que minha sobrinha é do mesmo jeito???
    levamos ela a um parque ecologico aqui na cidade, era a primeira vez que ela ia lá… As crianças tudo brincando, e ela catando as folhas do chão…
    kkkkkkkk…Crianças tem lá suas particularidades..eu aprendi isso quando vi que meu filho na turminha é o unico que troca um delicioso sorvete,cheio de cobertura e chocolates por um potinho cheio de..AZEITONAS!! é isso mesmo…o guri adora azeitona,cogumelo,palmito e não curte lá pudins,sorvetes e etc…
    Vou usar o mesmo conceito que vc usou(hahahaha): esta criança é refinada,tem um paladar apurado…kkkkkkkkkk
    Ou pensando bem,o menino é um vasto apreciador de “petiscos ” e tira gostos..oh céus,o menino vai ser um beberrão ?????? :-O

    kkkkkk,tomara que nãaaao,hahahaha!!!
    O lha,o NIc é uma graça ,assim como essa familia toda que eu nem conheço mas já adoro de montão!!! ;-)E sobre a foto com a coleguinha…eu enxerguei aqui um futuro promissor no campo das artes marcias!!!! 😀
    kkkkkkkkkkkkkkk..
    beijos,Lu..ótima semana!!!

  8. hahahahaha… Meu menino maluquinho é invocado com números, conta até dez desde 1 ano e 8 meses – puxou ao pai, engenheiro. Sorte dele. rs.
    Viajou com o pai e por mais q eu tentasse controlar, deixei uma lágrima cair e meu anjinho levado e temperamental deixou aflorar o lado carinhoso dizendo “Chola não, mamãe” e me abraçando (aí que eu queria chorar mais!).
    E se não faço o que ele quer, na hora q ele quer, ele me ameaça “Ó o castigo” (me imitando descaradamente qd chamo atenção dele por me desobedecer).
    Tem uma memória que começo a pensar ser fotográfica. Lembra de pessoas que viu a seis meses atrás e sabe quem é e o nome. Ficou mais de 3 meses sem ver o pai e lembrou que o pai se auto-denomina “painho” (é nordestino! rs) e passou a chamar o pai assim. Mas sabe o nome dele. E o meu (que ele chama para implicar comigo ou ter minha atenção, pois ele sabe que não gosto q ele me chame pelo nome… Gosto que ele me chame de mamãe – ou mamãezinha, como só le sabe fazer).
    Ai, q saudade dele… Desculpe, mas só penso nele, nele, nele… rs.
    No mais, Nicolas é perfeitamente normal e muito esperto. Adoraria q ele e Gabriel se conhecessem.
    Beijo grande procê e pro Nic.

  9. hahahahaha… Meu menino maluquinho é invocado com números, conta até dez desde 1 ano e 8 meses – puxou ao pai, engenheiro. Sorte dele. rs.
    Viajou com o pai e por mais q eu tentasse controlar, deixei uma lágrima cair e meu anjinho levado e temperamental deixou aflorar o lado carinhoso dizendo “Chola não, mamãe” e me abraçando (aí que eu queria chorar mais!).
    E se não faço o que ele quer, na hora q ele quer, ele me ameaça “Ó o castigo” (me imitando descaradamente qd chamo atenção dele por me desobedecer).
    Tem uma memória que começo a pensar ser fotográfica. Lembra de pessoas que viu a seis meses atrás e sabe quem é e o nome. Ficou mais de 3 meses sem ver o pai e lembrou que o pai se auto-denomina “painho” (é nordestino! rs) e passou a chamar o pai assim. Mas sabe o nome dele. E o meu (que ele chama para implicar comigo ou ter minha atenção, pois ele sabe que não gosto q ele me chame pelo nome… Gosto que ele me chame de mamãe – ou mamãezinha, como só ele sabe fazer).
    Ai, q saudade dele… Desculpe, mas só penso nele, nele, nele… rs.
    No mais, Nicolas é perfeitamente normal e muito esperto. Adoraria q ele e Gabriel se conhecessem.
    Beijo grande procê e pro Nic.

  10. Esta foto “do tal do Nic” com a amiguinha tá engraçada.
    Mas ainda bem que vocês não tem nada a ver com a história toda… rsrsrsrs

    Lu, nós estamos na Califórnia e vamos ficar aqui até Dezembro. Aí vamos para o Brasil passar Natal, aniversário do Gu e ano novo e voltamos pra cá no começo do ano pra ficar mais 2 meses.

    Bjos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s