O lado cômico da maternidade

As mães, as vacas e as aparições

23 Comentários

Nic tá ficando gripadinho… Espirros, tosse, meleca, não tem comido quase nada e obviamente, voltou a acordar à noite… faz parte. Daí que hoje ele chegou pra mim no meio da tarde – horário nada usual pra um banho aqui em casa – e me pediu com aqueles olhinhos caídos e vozinha fanhosa:

– Qué tomar bambanho quentinho, mamãe…

Ahhhhh… Eu que estava trabalhando, não resisti. Parei e fui levá-lo pra tomar um banho quente. No caminho, ele sai pegando alguns carrinhos pra levar pra água com ele. Um dos preferidos ultimamente tem sido um par de caminhões de bombeiro, um pequeno e outro menor ainda.

Então no banho eu falei:

– Olha, esse caminhão maior é o Papi e o menor  é o Nic!

Ele adorou. Ficou brincando na água com o Nic nas costas do Papi, um dando beijinho no outro, um trombando no outro… e ele falava:

– Caminhão de Bombeio Papi, Caminhão de Bombeio Nickey (sim, agora tá com esse mania, desde que conheceu o personagem Mickey).

Até que eu viro pra ele e pergunto:

– Então tá. Você tem aí o Nic e o Papi. Mas… cadê a Mami??? – sinceramente, não sei porque eu pergunto essas coisas…

Nicolas olha ao redor. Vários brinquedinhos na água. Ele podia ter escolhido qualquer um…

– Tá aqui! Aqui mami.

E então, gente, posso chorar?

Ou ainda devo ficar feliz e agradecida por ele não ter escolhido o anfíbio pra ser mami? Hein? 🙂

* * *

E atualizando o caso “do mulher

Pois parece que a visitante foi embora, viu? Quando o papai chegou de viagem fizemos uma pequena expedição ao quarto a fim de verificarmos a tal presença. E ao abrirmos a porta, reparei que o Nic não teve qualquer reação. Pra confirmar eu perguntei se ele ainda via a mulher lá, no que ele respondeu com grande segurança:

– Não, ela sumiu.

– Sumiu? Do tipo, foi embora?

– É, o mulher foi embóia.

– Quer dizer que ela não está mais aqui.

– É.

Respirei aliviada. Então olho pro Rafa e percebo nele um certo olhar cético, sabe? como se ele pensasse que tudo não tivesse passado de uma grande tempestade num copinho d’água?

Hmmm…

Então olhei pro Nic e falei:

– Nic, mostra pro papai onde a mulher estava antes, hein?

– Aiá! – e apontou pro mesmo exato lugar onde ele tinha me mostrado da outra vez.

VIU, seu Rafa?

Anúncios

23 pensamentos sobre “As mães, as vacas e as aparições

  1. Adoro, amo estes posts! Me divirto! Adorei o boneco! A vaquinha é só pq é feminino, mamãe! Fora que ela é bem fofinha!
    Quanto à aparição, melhor assim! Ufa!!
    Bjs,
    Sut-Mie
    @viagempimpolhos

  2. bom, ser vaca toda mãe é, ou já foi um dia…
    não se ofenda…
    básico de ser mamífero.
    kkkkk
    aiiiiiiii que eu não tinha lido o post do sexto sentido.
    isaac teve uma fase eficar falando “tchau moça” lá em casa. acenava e tudo.
    vixe. orações mil e muito arrepio por parte desta mãe aqui, mas passou.
    foi embora.
    que vá com deus.
    bjocas

  3. Que pena que ele ficou doente. Agora é torcer para ficar bom e ter gostado da experiência de dormir bem…

    Baaaaby, essas crianças fazem cada uma! Alice esteve numa fase princesas do mar e um dia, na praia, propôs uma brincadeira: eu sou polvina e vc é a rainha baleia! Rá!
    Comecei a rir. Perguntei se era a dica para eu inicar uma dieta e ela, tadinha, se desculpando e explicando que a rainha baleia tinha um bebê, que podia ser arthur e tals…
    Ah, alice, mas a baleia é o bicho mais gordo do mar, nao quero ser essa não! Rsrsrs

    Beijoca

  4. Que fofo! E mostra uma super percepção quando aponta para a vaquinha super engraçadinha e diz que é a Mami, né? Já pensou se fosse aquele bicho esquisito e verde?

    E a mulher visitante foi embora, que bom!

    Melhoras para o Nickey! rsrsrs

    Beijos,
    Nine

  5. Ah, mas esse Nic é mto fofo, eu gostei da vaquinha!!! Tomara que ele fique com logo, pelo menos a visitante se foi né.
    Beijos

  6. Lu, você como sempre, nos alegrando com seus posts.
    E o Nic, menina, como é esperto hein?
    Bom, eu até achei a vaquinha muito fofa. Pior mesmo se fosse o anfíbio, aí sim,vc estaria ferrada, heheheh.
    E a mulher, que bom que se foi…… Nunca se sabe.hehehe

  7. Sem dúvida alguma, melhor ser a vaca que o bicho verde. Melhor mesmo era ter aceitado que na brincadeira só tinha espaço para o papai e para o Nic, né? rsrs Você podia ter dormido sem essa da vaca… rsrsrs
    Quanto à moçoila visitante, aí no Canadá vocês podem chamar os Ghost Hunters! Quem sabe eles não ajudam vocês? Já assistiu a essa série do Syfy? Não perco um episódio sequer… rsrs
    Mas, falando sério, acredito que não é só imaginação não. A minha filha do meio é bem sensitiva e tem umas visões desse tipo também…
    Beijão, Lu!
    Melhoras pro Nic!!!

  8. Lu!

    Ainda bem que “o mulher” sumiu…desapeared!!!!

    Céus!

    Homem é mesmo difícil….sempre céticos né?

    Mas adorei ele ter escolhido a vaquinha…tão simpática!!!! Muito melhor que o monstrinho verde, de fato…rsrs!!

    Beijos
    Pri e Bia

  9. O que fazer perante uma situação dessa? rsrsrsrsrsrs
    Rir é o melhor remedio! Bjao

  10. Lú querida, pelo menos a muié foi embora, a paz volta a reinar, e pensa o fato de ele te associar a VACA é bommmmmmmmmmmm amiga, a vaca dá o leitinho = você, a vaca alimenta = você, a vaca é fofa e legal = você , a vaca tem os bezerrinhos = vc tem o Nic, ou seja, acho que não é de todo mal….kkkkkkkkkkkkkkkkkk, esses dias o David falou pra mim no hall da minha sogra, que tem uma vizinha louca por gatos, e tem 4 esculturas de gatos: 1 gigante, 1 grande, 1 médio e 1 pequenininho. O David falou pra mim, este é o papai (o gigante óbvio) esta é a vovó (a grande! 😦 ) esta é a mamãe (a mérrrrrrrrrrrrrrrdia rs rs rs ve se eu mereço) e eu sou o pequenininho… não entendi porque a vó é maior que eu…rs
    Enfim né, vamos levando nossa vida….rs
    Que a gripinha passe, que ele não acorde a noite e que ele durma bem, aqui estou tão feliz sem aulas do David que ele não fica dodói desde nossa trágica passagem por Madrid,em novembro, mas sei que quando começarem as aulas… só deus me salvará…kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk, um beijo querida!

  11. Muito fofo brincando na banheira!!! Que bom que a “mulher” foi embora!!! Beijos e uma ótima semana.

  12. Oi Luciana, estou interessada em um desenho para a minha filha. O valor cobrado será em dolar ou euro. Beijos e obrigada!

  13. Oi Luuu! hihihi..to ainda rindo aqui com a historia da vaquinha..hehehe..melhor que o sapo esquisitão né???e meninaaaaaa..la fui eu correndo ler o post que perdi sobre o caso da “mulher”..aind abem que passou,né?? bom,aqui somos tds espiritas..e meu irmão qndo era pequeno,da idade dele tb tinha dessas,e uma vez minha mãe conta que ele cismou que tinha um homen no quarto de brinquedos deles..minha mãe tb ficou bem apreeensiva..pq a gente sabe que a mente das crianças é um poço de imaginação sem fim!! e saber ate onde ela começa e termina é que são elas..
    bom,o que importa é que passou…pelo sim,pelo não..não custa nada uma velha e boa prece pedindo proteção a todos e luz para quem precisa dela! não faz mal..pelo contrario,faz um bem danado! rsrsrs.. 😉
    Um mega beijo,otimo domingão p vcs!!!!!!!!!!

  14. Vc perguntou, né? rsrs.
    Não sabia q Nic tb via essas coisas. Biel tinha uma amiga imaginária que vivia no meu banheiro e se chamava Alice. Até q ela foi embora. Coincidentemente, ontem na escolinha (essa foi a primeira semana na escolinha) ele ficou amiguinho de uma menina chamada Alice…
    Bjs procê e pro Nic.

  15. Como diria Jack, vamos por partes:

    – Tinha comentado como uma colega de estágio sobre seu blog e foi ela quem me contou do negócio da vaca…. rsrsrsr Hoje eu e mamãe lemos na íntegra. Rimos a valer!!!! Bem melhor a vaca. Principalmente porque conhecemmos o funcionamento do anfíbio, que mexe com os braços… e não se parece com vc… Não que a vaca pareça, mas lembre-se que se associa melhor ao feminino e à amamentação, né?

    – Que bom que o Rafa chegou! Antes mesmo de ler a reação dele, pra mãe, eu parei e comentei justamente que ele não ia acreditar! Que as coisas param de acontecer logo na hora em que vc quer mostrá-lo!!! Que azar, hein, irmã? rsrsrsr

    Ainda bem que o Nic é muito esperto e pôde comprovar!

    Então é isso. É só pra comentar e não pra escrever um livro…

    Beijos da vovó/mãe e dinda/irmã.

  16. Luciana,
    nunca comentei aqui, apesar de acompanhar o blog desde quando o Nicolas tinha uns 9 meses. Moro em Salvador – BA, tenho dezessete anos e o sonho de ter um filho. Não agora, claro, sei que não tenho condições financeiras pra tal. Preciso entrar na faculdade primeiro, concorda? hehe
    Então, resolvi comentar pra me despedir de vocês, apesar de nunca termos sido sequer apresentadas – vou fazer cursinho pré-vestibular durante o ano e não vou ficar na internet sempre. Além do sonho de ter um filho (na verdade, 3 -trauma de filha única-) eu tenho o grande sonho de ser médica. Não preciso falar mais nada, né?
    Sei que você deve estar lendo esse comentário pensando “que menina mais sem noção, aposto que é vírus, mentira ou-algo-assim”, mas eu existo, juro! haha
    O Nicolas é lindo, e você e o Rafael parecem ser os pais que quero ser pra meus filhos, daqui a uns dez anos, quando eles vierem, claro. Parabéns pela criança linda que ele é (não só fisicamente, mas “fofuramente” também).
    Agora vou indo porque isso aqui já tá maior que muito resumo de biologia meu hehe. Beijinhos

    • Noooossa, que surreal!!!! Amei!!!! 🙂

      Então, antes de mais nada, muito prazer! (no fundo, no fundo eu sabia que tinha alguém aí, viu?…) Adorei esse seu comentário de apresentação-despedida. Bom, não exatamente a parte da despedida, mas é emocionante conhecer alguém que acompanha o blog a tanto tempo, aí caladinha… Menina, quer dizer que vc acompanha esse monte de abobrinha desde que vc tinha 16 anos? Ou quem sabe 15? Pois saiba se com essa idade vc lê um blog sobre maternidade e tem tanta vontade de ter um filho (ou 3!), eu te garanto que você vai ser uma mãe MUITO, mais muito melhor que eu sou, viu? E espero que vc escreva um blog pra eu te acompanhar e aprender várias coisas com vc! (se é que vai dar tempo de salvar alguma coisa!).

      Então, Fê (ja tô intima!), você disse que tem trauma de ser filha unica, hein? Ai, ai… isso me deixou aqui pensando… Será que vou ter que arrumar um irmãozinho ou irmãzinha pro Nic pra ele não ficar traumatizado também? Iiiish….

      Bom, mas enfim… de qualquer forma, mesmo sabendo que agora vc vai se concentrar nos seus estudos (faz muito bem!), me deixou com mais animo pra voltar a escrever no blog… Nessas ultimas semanas andei com uma certa crise bloguistica e uma preguiça monstro de escrever, mas acho que em breve eu volto. Graças à você, viu?

      Então, boa sorte com seus planos profissionais e pessoais! E não deixa de passar aqui (ou me mandar um email) se algum dia vc tiver um blog… eu tiver filhos… ou se tornar médica… ou quiser falar qualquer coisa… Vou adorar ouvir de você de novo.

      Beijos…

      • Na verdade, eu vim parar aqui pelo Colorida Vida, em um post que Ana Paula fez uns calendários das meninas manualmente e você comentou, hehe. Acabei de olhar lá, foi em dezembro de 2009, o “Nic” (já que você ficou íntima eu também fiquei) tinha 1 ano e 2 meses, fiz as contas direitinho? Pode deixar que eu ainda venho falar muito aqui, eu falo meio que pelos cotovelos, pernas, cabelo, olhos, mãos, unhas e boca.
        Então super desejo a vocês que durmam a noite toda (minha mãe conta que quando eu nasci eu dormia tanto, mas tanto que ela ficava irritada. Às vezes acordava de madrugada e ficava do lado do meu berço esperando um chorinho, hehe), muita saúde e que no início do ano que vem eu volte aqui com a notícia de uma certa Maria Fernanda Gomes Patrício aprovada em medicina na UFBa (Federal da Bahia).
        E nada de deixar de escrever, poooor favor! Vou sempre vir aqui (quando der) pra ler TODOS os posts atrasados ok? (E isso eu garanto. Já li todo o Colorida Vida – e nunca comentei -, o Viva o Barrigão e o Blog da Mic, todos que eu pesquei do Colorida Vida. heheheh..)

    • Oi Fê, tá virando um chat isso aqui! rsrs Mas só pra dizer que tô de cara com sua boa memória!!!! Uau! Eu me lembro muito bem do meu comentario lá no Colorida Vida, acho que foi um dos primeiros que eu deixei lá. E no mais, tô aqui torcendo por vc! Vai passar SIM na UFBa!!!! Beijos!!!!

  17. oi lu adoro ler td que voce escreve sobre o nicolas,bjs lourdinha

  18. Lu,
    Nem estou acreditando em tantos progressos efetivos e felizes…
    Pão…escola…interação….superação…análise como se fosse um monólogo…
    (afinal não tem psicóloga pra fazer a leitura para voce) , tudo ao mesmo tempo..
    E voce poderia ter entrado nessa aula de esqui um tempo atrás para eu plagiar
    o descrever da minha nova modalidade de atletismo …CORRER..
    Daí eu iria descrever que nem voce…se realmente é difícil correr nem consigo me imaginar esquiando….Mas em compensaçao estou me sentindo com sua idade , só não completando 6 anos de casada!!!Mas torcendo para que voces tenham o casamento que eu tive. ESPETÁCULO!!!!Mais que um Marido…um MESTRE!!!
    beijocas neste garoto que tem algo em comum com a vovó: Carros!!!

  19. Pingback: mãe « Nicolando por aí

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s