O lado cômico da maternidade

Tempo, tempo…

10 Comentários

Quando a gente morava no Brasil, nunca gostamos da ideia de ter uma empregada. “De jeito nenhum ter uma pessoa aqui mexendo nas nossas coisas, limpando a sujeira que a gente fez, andando pela casa e tirando nossa liberdade!” – a gente dizia.

Hoje eu não penso diferente, mas juro que passaria por cima de tudo isso só pra ter um par de mãos à mais pra ajudar, e daí, quem sabe, ter até mais tempo pro blog – né, tia Helena? Ou pra mandar emails de feliz aniversário sem serem atrasados – né, tia Helena?

Acontece que teeeempo tempo nunca tive muito mesmo (e quem é que tem, né gente?), mas fato é que desde que me meti a ser mulher-com-cria-porém-sem-criadagem e ainda com seu próprio “bízinesé que tempo livre aqui anda mais raro que conseguir comprar uma calcinha que não seja tamanho vovó no Canadá. Ôôô coisa rara, viu?

Mas enfim, já que estou aqui, deixa eu aproveitar o recreio e contar as últimas.

Nic no teatro – Fim de semana passado o menino Nic assistiu ao seu primeiro show em teatro – matiné do Cirque du Soleil! O show foi um verdadeiro espetáculo, mas 2 horas e meia parecia ser um pouco demais pra uma criança tão ativa. Assim, eu e Rafa combinamos: se a gente conseguir assistir pelo menos metade do show já será lucro. Resultado: o lucro foi dobrado – Nic assistiu TU-DO. Riu, bateu palmas, perguntou pelo homem que tinha caído no buraco, pediu pra ir no balanço grandão com a malabarista lá em cima, e quando começou a perder o interesse (lá pelo segundo ato), mudamos pra uma parte mais vazia do teatro pra ele subir e descer da cadeira sem atrapalhar ninguém. Chocolates também foram fornecidos à vontade nesse dia e o momento que as luzes se acenderam e eu vi o Nic com a cara, mãos e blusa todos marrons foi impagável. Fiquei fraca de tanto rir. Pena que não rolou foto.

Nic conversador – E esse mesmo menino que agora frequenta teatro, também conta até vinte em português e está quase lá em inglês. Aplica corretamente a relatividade das coisas (tá perto demais, longe demais, muito pesado, pra esse lado não, vai pro outro lado, mais devagar, será que vai caber?), dá explicações usando o “porque” (agora o caminhão pode passear lá fora porque parou de chover) e acerta com consistência as cores amarelo e laranja.

Mamãe prendada – Quanto à mim, saibam que eu passei a minha vida toda sem saber fritar um ovo direito, mas agora de repente, virei moça prendada de tudo. Faço pão, bolos diversos, panquecas, iogurte, geleia e até pizza. Viu, gente, há esperança nessa vida! E aos poucos vou dividindo umas receitinhas com vocês, exceto pela pizza, que foi o tio Bruno quem me ensinou e disse que a receita é segredo de Estado – até me ameaçou de morte se eu contasse pra alguém. Então já viu, né gente? Não dá pra correr o risco.

E essas foram as fotos de ontem à noite. Enquanto papai viaja, só nos resta nos divertir. Pizza massa finíssima com recheio bem simples: quatro queijos.

Enquanto eu esperava o forno aquecer, fui fazer outras coisas. Quando me virei, quem eu pego silenciosamente desfalcando o queijo da pizza???

Ele! Mas o resultado não deixou a desejar.

Yummy!!!!

* * *

Então por hoje é só, pessoal! O recreio acabou! Mas prometo TENTAR voltar com mais frequencia por aqui. Viu, tia Helena*? 🙂

 

* Quem me escreveu outro dia pedindo “Luuuuuuu! escreve mais!!!!”.

Anúncios

10 pensamentos sobre “Tempo, tempo…

  1. Oi Lu, adorei saber suas novidades, estava até pensando onde vc deixaria o Nic para ir ao teatro, e nem imaginei que ele iria junto! Vou fazer seu pão hoje, deseje-me sorte. Tem novidades lá no blog também. bjs

  2. Senti falta dos seus posts!!!!! Mas é bom saber q vc estava fazendo outras coisas legais e deliciosas. Tudo bem, mas volta sempre para contar, hein?!
    Super bjo,
    Camila
    http://www.mamaetaocupada.blogspot.com

  3. Cirque du Soleil??? A estréia não poderia ter sido melhor hein?
    Eu só assisti um espetáculo do grupo, na Disney e é de deixar a gente de boca aberta mesmo.
    Agora, escuta aqui, colocar esta pizza no ar bem na hora do jantar daqui é um crime, sabia? Ainda bem que agora eu já jantei, mas quando li o post, eu ainda estava de barriga vazia e quis comer a tela! rsrsrs
    Beijos

  4. Que estréia legal essa do Nic no teatro! Nós assistimos aos 2 espetáculos do Cirque que vieram para o Brasil e amamos, principalmente o Alegría, nossa é emocionante e prende mesmo, espero que a Clara tenha oportunidade de assitir também e que goste.
    Qto a aprender a cozinhar, será que se eu mudar de país também tenho chance?? rsss
    Abraços

  5. Oi, Lu! Bem vinda a seu blog(kkkkkkkkkk)!
    Depois vou perguntar ao Bruno pq só você pode saber o segredo de estado.Bjim no meu pequeno. E parabens por estar sabendo fazer pizza(é difícil)!

  6. Olá Lu querida, adorei saber das aventuras de vcs!!
    Eu criei 3 filhos sozinha, sem empregada(nao gosto também) e tinha meu trabalho, casa, jardim, cachorro, 2 piriquitos, etc. Nao é fácil,mas vale a pena. Missao cumprida!!!
    A pizza estava com uma cara deliciosa….hum!!!!
    Beijos e um ótimo final de semana.
    Vou mandar a foto da filha, mas nao tem pressa de fazer…pode deixar para metade de abril. Quero dar de presente de Páscoa. Se vier antes, nao aguento e dou antes…hehehe!

  7. Lu! Senti o cheiro da pizza daqui!!! Lindona! Apesar do desfalque de queijo… rsrsrs
    Quanto ao Cirque deve realmente ter sido maravilhoso!
    Beijo grande para vocês!!!

  8. Hummm!! Tô na hora do recreio aqui no trabalho e fiquei com vontade dessa pizza!!
    Adorei as tagarelices do Nic. Que espertíssimo esse mocinho bilíngue!
    E sou doida pra ir no Cirque du Soleil, até já veio aqui pro Brasil mas era caro à beça (pro meu bolso pelo menos). E 2h30 de espetáculo?? Nic é um herói!!
    bjos!

  9. Eiiii, mas que linda e com cara de boa a sua pizza!!!!!! Agora tio Bruno tem ajuda na produção das pizzas quando vierem ao Brasil. Vc e nosso super Nic, que não é bobo nem nada já gosta do que é bom. E se ele não ajudar na produção, está comprovadíssimo que dará um help no controle de qualidade. Mama Mia!!!!!!!!
    Saudades

  10. Querida,
    Estou exatamente passando por isso, porém um pouco ao contrário: acostumada a ter faxineira no Brasil, filha na creche em tempo integral…de repente, estou organizando uma grande mudança para futuros expatriados: procura de casa, escola, e isso com a filha grudada o tempo todo, tendo que fazer almoço e jantar para a família….eu sei que é um momento e que tudo vai entrar nos eixos, mas entendi muito bem o que vc expressou neste post, inclusive tb não sou nada prendada na cozinha, ms andei me surpreendendo igualmente! Acho que a necessidade acaba fazendo com que a gente descubra esses nossos “dons”!
    Adorei a cara da pizza!
    E tb a “première”do Nic no Teatro!
    Bjs gdes,
    Sut-Mie

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s