O lado cômico da maternidade

Ser mãe no Canadá

9 Comentários

De vez em quando o mundo virtual me presenteia com umas amizades realmente especiais. São pessoas com as quais sinto uma afinidade e carinho tão grandes, que é como se eu as conhecesse pessoalmente e há anos. Fico à vontade pra dividir aquela novidade tão aguardada, pra desabafar que o dia não está fácil ou simplesmente pra falar uma bobeira atrás da outra. Estas pessoas queridas são as flores dessa minha vida de expatriada e a cada dia penso em quando vou conseguir dar a elas um abraço que não seja virtual…

E a Natália é mais uma dessas flores que um dia quero conhecer pessoalmente. Ela escreve o blog Minha Maria e recentemente me pediu pra contar um pouco sobre como é a vida de mãe no Canadá. O post, que faz parte da série Mães pelo Mundo (Mothers around the world), foi publicado ontem e eu (como sempre) estou atrasada pra postar aqui. Mas ainda dá tempo de ler. Passa lá! Aproveita e conhece também a Natália, que tenho certeza, vai te receber muito bem no cantinho dela!

Beijos e qualquer dia volto. Sei que estou devendo contar várias coisas por aqui! 😀

Anúncios

9 pensamentos sobre “Ser mãe no Canadá

  1. Querida, digo o mesmo pra você! Muito querida e que mesmo pelo computador me passa uma tranquilidade uma paz, como eu quero que o dia que possamos nos conhecer pessoalmente chegue e logo! É um imenso prazer ter conhecido mais sobre você e poder ter esse contato que nós temos.
    Desejo tudo de melhor pra você, pros babys e para família toda! De coração!
    Vou te acompanhar aqui de camarote.
    Beijo enorme, nossos!

  2. Adorei o texto, Lu!

    Tentei comentar por lá, mas não consegui (deu erro, coisas do blogger).

    Texto bacana, resumido, conciso, mas com detalhes importantes e muito explicativo.

    Adorei!!!

    Beijos!

  3. O Lindo texto!!! Amizades ultrapassam mais que fronteiras!!!Nos fazem sentir únicos, amado por pessoas novas.
    Bjs

  4. Oi Lu, acabei de ler no MMqd e te citei lá…risos…beijocas minhas!

  5. Natália, Dani e Reê, muito obrigada pelo carinho!

    Mari, você leu o que no MMqD que resolveu me citar? Fiquei curiosa… 🙂

    Beijos!

    Lu

  6. Lu…
    Acabei de passar no outro blog e deixar um recado, mas esqueci de dizer duas coisas:
    1 – O resultado ficou lindooooo não?
    2 – Você escreveu muito sobre gravidez e está esperando outra filhota… Nào quer escrever para o Barriga de Grávida. Entra lé, veja a ideia… Espero que tope!
    beijos
    BIA

  7. Oi Lu!
    Ainda não te dei os parabéns pela menininha, que a Lily venha com muita saúde! Parabéns atrasado também pro lindo do Nic, que continua um fofo em todas as fotos…

    E achei ótimo o seu post no blog que vc indicou. Gostei mais ainda de saber que até alguns homens dão um tempo na carreira pra se dedicarem aos filhos, acho muito difícil imaginar isso numa cultura como a do Brasil. É tão bom também saber que você pode dar uma pausa na carreira pra cuidar dos seus filhos sem ser criticada por isso. Deve dar uma paz na consciência saber que está vivendo o que acredita ser o melhor pra sua família, né?
    Minha mãe já foi criada pra trabalhar fora e meio que abomina a idéia de parar pra cuidar dos filhos, ainda que só por um tempo. E eu que cresci acreditando que seguiria os passos dela, me vejo hoje sem opinião definida apesar de acompanhar tantas discussões a respeito disso pela net.

    Um beijo!

    • Oi Juuuuu! Obrigada!

      Olha, pois aqui é muito comum mesmo, ver homens passando tempo integral com os filhos. Eu já estou quase me acostumando, mas ainda não escondo meu olhar de admiração! hahaha

      Bom, eu dei uma pausa na carreira de geologa, mas me embrenhei em outra, então tecnicamente sou mãe em tempo integral, mas que também trabalha. 😀 Mas de qualquer forma fico feliz de ver que aqui realmente ninguém me olha torto por ter jogador uma carreira já consolidada e de bom salario pro alto – afinal, eu não era metade feliz que sou hoje! 😀

      Beijos querida e obrigada pela visita!

  8. A Natália fez uma visita lá no meu blog e deixou um comentário super carinhoso e eu desnaturada que ando com o meu cantinho, nem agradeci, nem retribui, nada. Que vergonha!! 😦

    Mas acho que são coisas da gravidez, nestes últimos tempos passei muito mal, não tinha vontade de fazer nada (nada mesmo). Imagina, meu marido comprou um câmera “toda toda” pra eu começar minha carreira de fotógrafa e ela ficou num cantinho largada por quase dois meses… Eu não tinha vontade de fuçar, de descobrir, de testar, nada. Mas estou melhorando, estou voltando a normalidade!

    E por falar em fotos, amiga muito muito muito obrigada pelo seu comentário! Ontem foi o primeiro dia que sai com a câmera. Estou fazendo uns cursos, estudando, mas ainda preciso treinar muito o meu olhar! E o seu comentário foi uma injeção de ânimo incrível!

    Quanto a ter o Gu como genro, rsrsr, vamos providenciar este encontro sim!
    Bjão e obrigada mesmo!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s